Mercado fechado

Mundo atinge 5 milhões de mortes por covid-19; casos chegam a 246,7 milhões

·2 min de leitura

Nesta segunda-feira (1º), após quase dois anos da descoberta do vírus SARS-CoV-2, o mundo atingiu a marca de 5 milhões de mortes pela covid-19. As informações foram fornecidas pelo do Centro de Recursos Coronavírus da Universidade Johns Hopkins (EUA).

Segundo os dados fornecidos pela universidade, a contagem global de mortes chegou a 5.000.425 durante a madrugada. Enquanto isso, o número de casos confirmados no mundo é de 246,7 milhões. Ainda falando em números, vale apontar que houve 197.116 mortes causadas pela doença nos últimos 20 dias.

Na última quinta-feira (28), a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que os casos globais e as mortes passavam por um aumento pela primeira vez em dois meses. O Diretor-Geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, chegou a atribuir a causa a aumentos contínuos na Europa."É outro lembrete de que a pandemia de covid-19 está longe de terminar. A pandemia persiste em grande parte porque o acesso desigual às ferramentas persiste”, declarou na ocasião.

Na última semana, o número de mortes subiu 5% mundialmente. A Europa, que teve 14% mais mortes do que na semana anterior, e Ásia teve um aumento de 13% no mesmo período.

(Imagem: Fernando Zhiminaicela/Pixabay)
(Imagem: Fernando Zhiminaicela/Pixabay)

Progressão da pandemia

Para se ter uma ideia da progressão da pandemia de covid-19, a primeira morte oficial foi relatada no dia 9 de janeiro de 2020. Em 28 de setembro desse mesmo ano, o mundo já chegava a 1 milhão de mortes. O segundo milhão de mortes veio em 14 de janeiro de 2021, pouco mais de um ano desde a primeira morte relatada. Em 17 de abril de 2021, atingiu-se 3 milhões de mortes. Em 7 de julho de 2021, 4 milhões. Assim, a marca dos 5 milhões de mortes chega 117 dias depois dos 4 milhões.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos