Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,79
    +1,39 (+1,24%)
     
  • OURO

    1.812,10
    -6,80 (-0,37%)
     
  • BTC-USD

    30.438,22
    +581,55 (+1,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    685,05
    +442,38 (+182,29%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.659,75
    +112,70 (+0,42%)
     
  • NASDAQ

    12.563,75
    +3,50 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2147
    +0,0043 (+0,08%)
     

Mundo arrisca mais choque de preços com falta de óleo de cozinha

·3 min de leitura

(Bloomberg) -- A decisão da Indonésia de proibir exportações de óleo de cozinha repercutirá em todo o mundo, já que ameaça aumentar custos para empresas como Nestlé e Unilever e intensifica preocupações com a inflação de alimentos.

Maior exportadora de óleo de cozinhado mundo, a Indonésia interromperá algumas exportações a partir de 28 de abril, depois que uma escassez doméstica levou a protestos de rua contra os altos custos dos alimentos.

Isso espremerá os já escassos suprimentos de óleos vegetais e aumentará o impacto da invasão da Ucrânia pela Rússia, que levou o comércio de óleo de girassol ao caos.

Embora surjam detalhes de que a proibição da Indonésia excluirá alguns produtos, ainda há o risco de piorar ainda mais a inflação de alimentos. Os custos mundiais dos alimentos estão em máxima histórica e sobem no ritmo mais rápido de todos os tempos.

O uso onipresente de óleos comestíveis em tudo, desde doces a frituras e combustível, significa que pode ser uma pedra no sapato da inflação global de alimentos por muito tempo.

Aqui estão impactos de longo alcance:

Abastecimento Global de Alimentos

A decisão da Indonésia, que responde por um terço das exportações globais de óleo comestível, aumentará a turbulência enfrentada por mercados emergentes do Sri Lanka ao Egito e Tunísia. Mesmo os países desenvolvidos podem ver aumentos acentuados nos preços dos supermercados.

O óleo de palma é um dos produtos básicos mais versáteis, usado em milhares de produtos, desde alimentos a itens de higiene pessoal e biocombustíveis.

Os preços dos óleos de cozinha dispararam devido à seca e à escassez de mão de obra. Para piorar a situação, a guerra na Ucrânia abalou o comércio de cerca de 80% das exportações globais de óleo de girassol, o que aumentou a demanda por alternativas como óleo de palma e soja e elevou os preços a níveis recordes.

A medida pode aumentar os custos para produtores de alimentos embalados, como Nestlé, Mondelez International e Unilever. A Nestlé não quis comentar, enquanto as outras empresas não responderam a pedidos de comentário.

Índia

A Índia, maior importador mundial de óleos de palma, soja e girassol, enfrenta mais um aumento na inflação. Os preços domésticos dos óleos comestíveis em Nova Delhi subiram entre 12% e 17% desde que a guerra na Ucrânia eclodiu no final de fevereiro. O governo aboliu as taxas de importação e tenta reprimir o acúmulo de óleo de cozinha, mas os preços mostram poucos sinais de arrefecimento.

China

A China é outro grande importador de óleo de cozinha. O país comprou 4,7 milhões de toneladas de óleo de palma da nação da Indonésia no ano passado, respondendo por mais de 70% do total de importações. As compras da China caíram este ano com preços mais altos e como os lockdowns.

Malásia

Na Malásia, o segundo maior produtor mundial de óleo de palma depois da Indonésia, os donos de plantações podem ganhar com um aumento nas vendas e lucros inesperados com o aumento nos preços. As receitas de exportação do país provavelmente aumentarão.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos