Mercado abrirá em 5 h 11 min

Mulheres que seriam usadas como 'mulas' pelo tráfico são resgatadas na Grande SP

Tubos com pó branco e celulares apreendidos em casa de Mogi das Cruzes (Grande SP) na qual duas mulheres eram mantidas reféns para serem usadas como mulas do tráfico internacional de drogas. Foto: Divulgação/PM

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Uma denúncia levou PMs ao resgate de duas mulheres que seriam usadas como “mulas” para o tráfico de drogas em Mogi das Cruzes (SP).

  • Vítimas viajaram do Pará para São Paulo com a promessa de emprego, mas teriam sido obrigadas a trabalhar como “mulas” do tráfico; nigeriano foi preso.

Uma denúncia levou policiais militares da 2ª companhia do 17º BPM de São Paulo ao resgate de duas mulheres que seriam usadas como “mulas” para o tráfico de drogas. O caso foi registrado no início da tarde desse sábado (28) na rua Dona Áurea Martins dos Anjos, no bairro de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes (Grande São Paulo).

A informação foi publicada pelo jornal Agora São Paulo, segundo o qual, na ação policial, foi preso no local, em flagrante, um nigeriano suspeito de participar do esquema.

Leia também

Ao chegarem ao local, os PMs ouviram o choro de uma pessoa e decidiram, então, cortar o cadeado que impedia o acesso. Ao invadirem a casa, os policiais encontraram duas vítimas recolhidas em um dos cômodos, e um nigeriano, em outro cômodo do imóvel, portando 18 tubos, com dois tamanhos diferentes, contendo uma espécie de pó branco, simulando cocaína.

Em depoimento na delegacia, as duas mulheres afirmaram que são do Pará e disseram ter sido convidadas para trabalhar em São Paulo. Ao chegarem à capital, no entanto, teriam sido obrigadas a usar roupas íntimas recheadas com pó branco, simulando cocaína. Os tubos apreendidos na casa serviam para testes (eram engolidos e introduzidos nos corpos das vítimas). Durante esses procedimentos, elas ficaram machucadas e então desistiram de participar do esquema de tráfico internacional.

A PM informou que as duas mulheres foram acolhidas pela assistência social de Mogi das Cruzes. O homem acabou preso no local. O caso foi registrado no 4º DP de Mogi das Cruzes.