Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    42.032,78
    +1.931,45 (+4,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Mulheres ocupam 21% dos cargos superiores no Deutsche Bank

·1 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Deutsche Bank disse que as funcionárias da empresa nos Estados Unidos representam cerca de 21% dos quadros superiores e os negros são cerca de 5%, de acordo com dados divulgados pelo banco pela primeira vez nesta sexta-feira.

Para os EUA como um todo, 37% dos funcionários são mulheres e 8% são negros. Não havia funcionários asiáticos ou Latinx entre a liderança sênior e executiva, embora os asiáticos representem quase 28% da força de trabalho do banco alemão e os latino-americanos representem pouco mais de 9%. Menos de um décimo de 1% da força de trabalho do banco nos EUA é identificada como nativa do Havaí ou das ilhas do Pacífico, e o mesmo vale para os nativos americanos e nativos do Alasca.

O Deutsche Bank planeja publicar os números - um resumo do que fornece anualmente à Comissão de Oportunidades Iguais de Emprego dos Estados Unidos - todos os anos, disse em comunicado. A empresa, que não divulga quantos trabalhadores tem nos Estados Unidos, se recusou a fornecer números concretos por trás das porcentagens, como várias empresas de Wall Street concordaram em fazer nos últimos meses.

As principais empresas financeiras estão lutando para saber como lidar com questões ligadas à raça, incluindo a perspectiva de auditoria de seus potenciais impactos adversos sobre as minorias raciais.

O Deutsche Bank disse que tomou medidas para promover a diversidade no ano passado, incluindo a mudança das práticas de contratação e o estabelecimento de metas específicas em torno da representação. Isso inclui aumentar a participação das mulheres nos cargos de diretoria e vice-presidência para 35% até 2025, de acordo com o comunicado.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos