Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,87
    -0,06 (-0,07%)
     
  • OURO

    1.804,30
    -9,40 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    24.260,18
    +1.334,07 (+5,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    572,55
    +41,33 (+7,78%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.507,11
    +18,96 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    19.610,84
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.448,00
    +56,00 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2479
    +0,0015 (+0,03%)
     

Mulheres negras estão solitárias em cargos de liderança, diz pesquisa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

RIO DE JANEIRO, RJ, E SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quase 60% das mulheres negras que ocupam algum cargo de liderança em empresas são as únicas nesse tipo de função, segundo pesquisa da HRTech 99job.

Entre as entrevistadas, 78% disseram que têm como presidente um homem branco. A maioria também afirmou que a proporção de lideranças negras e mulheres da companhia não chega a 5%.

Segundo a pesquisa, a maior parte das entrevistadas avalia que o mercado ainda é preconceituoso em colocar pessoas do gênero feminino em cargos de liderança.

Cerca de 95% avaliam que a presença de uma líder pode abrir portas para outras mulheres negras e esse movimento pode ser favorecido por fatores como tempo de experiência no mercado, citado por 52%, qualificação acadêmica (50%), indicação profissional (41%) e atuação de mentores (34%).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos