Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -0,32 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    36.586,21
    +1.585,55 (+4,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -43,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Mulher é flagrada xingando, agredindo e cuspindo em policiais após ser abordada no litoral de SP

·1 minuto de leitura
Mulher aparece agredindo policial no litoral paulista - Foto: Reprodução/G1
Mulher aparece agredindo policial no litoral paulista - Foto: Reprodução/G1

Uma mulher foi flagrada desacatando um grupo de policiais militares após ser abordada na Praia Grande, no litoral de São Paulo. Em um vídeo ela aparece xingando, desafiando, agredindo e até cuspindo nos agentes. As informações são do G1.

O caso aconteceu na madrugada do último sábado no bairro de Cidade Ocian. Segundo a Polícia Militar, a equipe fazia uma ronda de rotina pelo local quando foi abordada pela mulher ao parar em um posto de gasolina.

Leia também

Ela, então, teria iniciado as ofensas e agressões contra os policiais, sem motivo aparente. De acordo com a PM, a mulher “demonstrava total descontrole emocional”.

Os agentes decidiram seguir com a ronda, mas, minutos depois, reencontraram a cidadã, que chegou a arremessar pedras contra a viatura. Um dos policiais, então, começou a filmar a ação.

O vídeo mostra a mulher cuspindo no rosto de um dos agentes e os desafiando a prendê-la. Diante da falta de resposta, ela chega a desferir soco no braço do policial. Ela alega que estava defendendo a filha e a mãe.

A PM explicou que a mulher foi detida e conduzida à Delegacia Sede do município. Um termo circunstanciado foi registrado pelos crimes de desacato, desobediência e resistência. Ela foi liberada e deverá comparecer à Justiça futuramente.