Mercado abrirá em 9 h 54 min
  • BOVESPA

    120.294,68
    +997,55 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.329,84
    +826,13 (+1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,05
    -0,10 (-0,16%)
     
  • OURO

    1.738,40
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    62.952,76
    -407,13 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.368,31
    -7,46 (-0,54%)
     
  • S&P500

    4.124,66
    -16,93 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.730,89
    +53,62 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.939,58
    +49,09 (+0,71%)
     
  • HANG SENG

    28.614,96
    -285,87 (-0,99%)
     
  • NIKKEI

    29.657,66
    +36,67 (+0,12%)
     
  • NASDAQ

    13.804,00
    +5,25 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7743
    +0,0014 (+0,02%)
     

Mulher grávida morre após ter bebê arrancado da barriga no RJ

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Pâmella foi vítima da violência em Macaé (AP Photo/Leo Correa)
Pâmella foi vítima da violência em Macaé (AP Photo/Leo Correa)

 

  • Pâmella Ferreira Andrade Martins estava no oitavo mês de gravidez

  • Ela teve o bebê arrancado da barriga dentro do banheiro de sua casa

  • A suspeita foi presa ao dar entrada no hospital com um bebê morto

Um caso de violência chocou os moradores de Macaé, no Rio de Janeiro, na última quarta-feira. Uma jovem de 21 anos que estava grávida morreu após ter o bebê arrancado da própria barriga por outra mulher. A criança também faleceu.

Pâmella Ferreira Andrade Martins, mãe de um garoto de dois anos, estava no oitavo mês de gravidez de outro menino. Ela foi encontrada morta no bairro de Nova Holanda, segundo informações do G1.

Leia também:

Uma testemunha disse ao site que Pâmella foi achada pela família trancada no banheiro de sua residência. Quando os presentes arrombaram a porta, a vítima estava no chão, com a barriga aberta.

A mulher já tinha um filho, de dois anos - Foto: Arquivo pessoal
A mulher já tinha um filho, de dois anos - Foto: Arquivo pessoal

Suspeita foi detida em hospital

A mulher suspeita de ter cometido o crime foi presa horas depois. A Polícia Militar confirmou que realizou a detenção após ela dar entrada no Hospital Público de Macaé.

Segundo funcionários, a suspeita chegou com um bebê morto na Unidade de Pronto Atendimento da Barra e foi encaminhada para o hospital. Ela alegava que tinha caído da escada com o recém-nascido, mas exames constataram que ela não havia estado grávida.