Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.132,20 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,62 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.435,66
    +1.329,81 (+3,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +76,96 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,12 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    -0,0485 (-0,75%)
     

Mulher esquece celular em Uber e acusa filho de músico negro de roubá-lo

·1 minuto de leitura
Vídeo mostra mulher acusando filho de homem negro de roubo - Foto: Reprodução
Vídeo mostra mulher acusando filho de homem negro de roubo - Foto: Reprodução

Um adolescente negro de 14 anos foi falsamente acusado de roubar o celular de uma mulher em Nova York. Horas depois, o objeto foi encontrado no carro do Uber que ela havia utilizado momentos antes.

O caso aconteceu no último sábado no Hotel Arlo e foi filmado pelo pai do garoto, o trompetista Keyon Harrold. As imagens mostram a mulher descontrolada, acusando o adolescente de roubo, enquanto o artista responde que “não há apenas um iPhone no mundo”.

Leia também

O gerente do hotel aparece e, atendendo aos pedidos da mulher, solicita que o garoto mostre o celular. Keyon, então, se revolta e acusa o funcionário de ser desrespeitoso. “Meu filho não tem nada a ver com ela. Você vê duas pessoas negras...”, diz o músico antes de a filmagem ser interrompida.

Horas depois do episódio, o motorista do Uber que a mulher havia utilizado entrou em contato e informou-a de que o celular havia sido encontrado em seu carro. Ele levou o objeto até ela no hotel.

Em nota, o hotel se desculpou com Keyon e seu filho. “Estamos profundamente desapontados com o recente incidente de acusação infundada, preconceito e agressão contra um hóspede inocente do Hotel Arlo. Nenhum cliente - ou qualquer pessoa - deve estar sujeito a este tipo de comportamento."

Keyon, que já se apresentou com nomes como Rihanna, Beyoncé e Jay-Z, concedeu entrevista ao New York Times e questionou o que teria acontecido se ele não estivesse presente no ocorrido. “Já vi pessoas serem feridas ou até mortas por menos”, comentou.