Mercado fechará em 3 h 7 min
  • BOVESPA

    118.865,31
    +1.484,82 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.743,83
    -382,68 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,63
    -0,14 (-0,27%)
     
  • OURO

    1.852,10
    -3,10 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    31.803,65
    -564,63 (-1,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    638,73
    -8,60 (-1,33%)
     
  • S&P500

    3.861,13
    +5,77 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    31.020,20
    +60,20 (+0,19%)
     
  • FTSE

    6.668,51
    +29,66 (+0,45%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.499,75
    +24,25 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5359
    -0,1003 (-1,51%)
     

Mulher é estuprada por grupo e atacada com ácido após marido viciado em apostas perdê-la em jogo

Redação Notícias
·1 minuto de leitura

Uma mulher foi seguidamente estuprada por um grupo em Bihar, na Índia, após seu marido perdê-la em uma jogatina. A esposa, que não teve a identidade revelada, ainda sofreu um ataque com ácido do próprio companheiro ao tentar resistir à violência.

“O casal estava junto há cerca de 10 anos. O marido era viciado em apostas e perdeu-a em um jogo em outubro. Depois disso, ele a enviava aos apostadores, contra sua vontade, para que estes homens a estuprassem. Se ela resistisse à exploração sexual, o marido a agredia e a fazia refém”, explicou o agente de polícia Rajesh Kumar Jha ao jornal britânico Independent.

Foram dias de estupro até que a mulher resistisse. Foi então que o próprio marido a atacou.

Leia também

“No dia 2 de novembro, quando a mulher de 30 anos se negou a ser enviada para os apostadores, o marido jogou ácido nela”, relatou Jha.

O marido foi detido e denunciado por diversos crimes previstos na lei indiana, como ataque com ácido, estupro grupal, violência doméstica e confinamento injusto. A polícia ainda tenta identificar os integrantes do grupo de apostadores que violentava a mulher.