Mercado abrirá em 8 h 36 min

Mulher descobre doença rara que faz seu cérebro "vazar"

Após sentir fortes dores de cabeça e relatar dores pelo corpo, a britânica Georgia Lambert descobriu que convivia com duas condições extremamente raras: a má formação de Arnold-Chiari e a siringomielia, o que faz com que o cérebro "vaze" para fora do crânio. Diferente do padrão, a jovem mulher obteve o diagnóstico apenas aos 18 anos, após um exame de imagem.

O relato de Lambert é uma exceção, já que a maioria dos casos de má formação de Arnold-Chiari é confirmado ainda na infância, onde existem alternativas de tratamento. Atualmente, a britânica tem 28 anos, está com a saúde relativamente estável e ainda aprende a conviver com suas dores.

Mulher britânica tem condição rara que faz com que o cérebro "vaze" (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)
Mulher britânica tem condição rara que faz com que o cérebro "vaze" (Imagem: FabrikaPhoto/Envato)

"Quando detectada na infância, a doença pode ser monitorada e, em alguns casos, tratada. Mas fui diagnosticada erroneamente e desacreditada por 18 anos", explica a mulher em relato publicado no jornal The Times.

Diagnóstico da doença que faz o cérebro "vazar"

Na época do diagnóstico, “esperamos semanas pelos resultados. Quando voltamos ao consultório, o clínico parou para respirar antes de pronunciar as duas condições que encontraram. Ele me explicou que a parte de trás do meu cérebro estava vazando para fora do meu crânio, o que causou a formação de cistos cheios de fluido na minha medula espinhal”, afirma a britânica.

"Não parece que estou com dor e nem pareço que tenho danos na medula espinhal, mas estou [constantemente] com dor", explica Lambert. Por causa dessa aparente saúde, por anos, as suas queixas foram ignoradas. Inclusive, ela relata que chegaram a indicar tratamento psicológico, já que supostamente não existia nada de anormal em seu organismo.

Afinal, o que é Siringomielia e má formação de Arnold-Chiari?

É preciso observar que as duas condições raras estão intimamente relacionadas. "A siringomielia tem várias causas possíveis, embora a maioria dos casos esteja associada a uma condição na qual o tecido cerebral se projeta no canal espinhal (má formação de Arnold-Chiari)", explica a Mayo Clinic, em artigo.

Nessa situação, os sintomas da siringomielia tendem a começar entre os 25 e os 40 anos. No caso da britânica, os indícios do problema surgiram um pouco antes do que é considerado padrão. Isso ocorre porque o cisto cheio de líquido (siringe) dentro da medula espinhal está aumentado até um ponto em que impacta a região.

Com essa condição, os pacientes podem apresentar quadros de:

  • Fraqueza muscular e atrofia;

  • Perda de reflexos;

  • Perda de sensibilidade à dor e temperatura em algumas regiões do corpo;

  • Dores de cabeça;

  • Rigidez nas costas, ombros, braços e pernas;

  • Dor crônica;

  • Escoliose;

  • Paralisia.







Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: