Mercado fechado

Mulher cria mais de 200 artigos falsos na Wikipédia sem ser notada

Por 10 anos, chinesa escreveu artigos na Wikipédia sobre uma fictícia guerra medieval russa
Por 10 anos, chinesa escreveu artigos na Wikipédia sobre uma fictícia guerra medieval russa
  • Por 10 anos, chinesa escreveu artigos na Wikipédia sobre uma fictícia guerra medieval russa;

  • Conhecida apenas como "Zhemao", entradas criadas e editadas por ela foram deletadas da plataforma;

  • Internautas elogiaram comprometimento e talento da autora, a comparando a Jorge Luis Borges.

Uma mulher chinesa escreveu mais de 200 artigos fictícios na Wikipédia chinesa por mais de 10 anos, passando completamente despercebida.

Tudo começou quando Yifan, um escritor de fantasia, estava navegando no portal em busca de inspirações para seu novo romance, quando se deparou com a história da mina de prata de Kashen. Originalmente operada pelo principado de Tver, a mina teria crescido e se tornado uma cidade enorme, onde trabalhavam 30 mil escravos e 10 mil libertos e cuja prosperidade foi motivo de guerra entre os duques moscovitas e os príncipes de Tver.

Instigado, o romancista começou a se aprofundar sobre as batalhas, os aristocratas e tudo mais que estava disponível em torno da história da mina esquecida. No entanto, ao ir mais a fundo nas fontes dos artigos, percebeu que muitos direcionam para estudos sobre mineração automatizada no século 21.

Yifan então saiu de uma história surpreendente de guerras russas, para uma outra sobre uma das maiores fraudes da história da Wikipédia.

"As entradas da Wikipedia chinesa que são mais detalhadas que a Wikipedia em inglês e até a Wikipédia em russo estão por toda parte”, escreveu Yifan no Zhihu, uma plataforma de perguntas e respostas semelhante ao Quora.“Personagens que não existem no Wiki inglês-russo aparecem no Wiki chinês, e esses personagens são misturados com figuras históricas reais para que não haja como distinguir o real do falso. Mesmo uma longa guerra Moscou-Tver gira em torno da inexistente mina de prata Kashen.”

Uma investigação interna da Wikipédia então revelou que um colaborador usou pelo menos quatro contas para falsificar as páginas da enciclopédia online desde 2010, com cada uma das contas dando credibilidade para as outras.

Por 10 anos o autor escreveu milhões de palavras, criou 206 artigos e contribuiu para outras centenas. Imaginou histórias de guerras, de economias, e detalhou tudo em uma linguagem enciclopédica verossímil o suficiente para não ser questionada. Os internautas então a chamaram de Borges de China, em referência ao autor argentino Jorge Luis Borges, conhecido por criar contos sobre mundos inexistentes como se fossem reais.

Conhecido como "Zhemao", por conta de um dos seus pseudônimos, descobriu-se em seu perfil que na a pessoa por trás do perfil se apresentava como filha de um diplomata chinês na Rússia formada em história russa. Zhemao teria começado escrevendo sobre a dinastia Qing, mas ainda em 2012 voltou sua atenção para a história das dinastias russas, utilizando uma rivalidade existente entre os dois primeiros estados eslavos como base para sua ficção.

Em sua conta da Wikipédia inglesa, Zhemao publicou uma carta de desculpas, afirmando que na verdade sua ocupação é de dona de casa com apenas o ensino médio completo. Ela afirma que sua motivação era apenas aprender sobre história, mas que com o tempo começou a publicar as falsidades para preencher lacunas nos artigos que editava.

“Como diz o ditado, para contar uma mentira, você deve contar mais mentiras. Eu estava relutante em deletar as centenas de milhares de palavras que escrevi, mas como resultado, acabei perdendo milhões de palavras e um círculo de amigos acadêmicos entrou em colapso”, disse.

“O problema que causei é difícil de compensar, então talvez um banimento permanente seja a única opção. Meu conhecimento atual não é suficiente para ganhar a vida, então no futuro aprenderei um ofício, trabalharei honestamente e não farei mais coisas nebulosas como essa.”

Alguns dos colaboradores da Wikipédia afirmam que o caso abalou a credibilidade da Wikipédia chinesa, a maioria dos internautas elogiou a imaginação, o talento e a disciplina de Zhemao, incentivando-a a publicar um romance no futuro.

“É realmente incrível inventar uma lógica histórica independente com detalhes como todos os tipos de roupas, dinheiro e utensílios”, escreveu um usuário na plataforma de microblog Weibo.

Desde o dia 17 de junho a maioria dos artigos editados e criados por Zhemao foram excluídos da Wikipédia chinesa, de acordo com um comunicado oficial, com apenas aqueles que foram melhorados por outros contribuidores permanecendo na plataforma.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos