Mercado abrirá em 8 h 30 min

"Muito boato", diz Eduardo Bolsonaro sobre presidente testar positivo para coronavírus

Brazilian Federal Deputy Eduardo Bolsonaro speaks during the opening ceremony of the Brazilian Ministry Trade And Investment Promotion Agency in Jerusalem on December 15, 2019. (Photo by Gil COHEN-MAGEN / AFP) (Photo by GIL COHEN-MAGEN/AFP via Getty Images)

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (sem partido-SP) afirmou que o teste para coronavírus de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ainda não ficou pronto. Afirmou que há “muito boato", fazendo referência a veículos que confirmaram que o teste já estaria concluído e teria resultado em positivo para contaminação.

"Muito boato e pouca informação. Teste para coronavírus feito com equipe que foi com JB para EUA ainda não foi concluído. Sempre há aqueles que soltam mentiras na mídia e caso a história se confirme eles dizem "eu falei", caso contrário será só mais uma fake news para conta", escreveu Eduardo em sua conta oficial no Twitter.

Exatamente cinco minutos antes do tweet do deputado, a Fox News, dos Estados Unidos, confirmou em texto em seu site que o presidente testou positivo e usou o próprio Eduardo como fonte para confirmar a notícia.

Leia também:

Depois de Eduardo, quem também se manifestou foi o Assessor Especial da Presidência da República para Assuntos Internacionais, Filipe Garcia Martins.

"A notícia de que o Presidente testou positivo para o covid-19 é falsa. Os testes realizados a partir do material coletado ontem ainda estão sendo realizados e nenhum membro da delegação teve acesso aos resultados. O processo leva cerca de 6 horas e só teve início na manhã de hoje", postou ele.

Jair Bolsonaro esteve na mesma comitiva que Fabio Wajngarten, chefe da Secretaria Especial de Comunicação da Presidência, que testou positivo para coronavírus na última quinta-feira (12). Wajngarten ainda esteve ao lado de figuras como o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O presidente fez live na última quinta-feira (13) e pediu para que manifestantes que eventualmente fossem às ruas neste final de semana não o fizessem por conta da pandemia.

Na live, o presidente e ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, apareceram de máscara, e Bolsonaro chegou a falar sobre o teste: “Que o [teste] positivo seja só com ele [Wajngarten]”, disse o presidente.