Mercado fechado

Mudança de layout do Google confunde usuários com anúncios

Felipe Ribeiro

O Google começou a exibir os anúncios de maneira diferente nos últimos dias e isso tem afetado a experiência dos usuários. Para quem ainda não percebeu, ao acessar as pesquisas do site por meio do computador, agora você terá as propagandas com uma aparência semelhante aos resultados das pesquisas, uma iniciativa que pode soar obscura, mas que já está dando resultado para a gigante da tecnologia. Segundo dados coletados pelo Digiday, as pessoas já estão clicando mais nesses links de anúncios.

A questão é que muitas pessoas - incluindo analistas - já estão reclamando. Alex Hern, do The Guardian, é um dos muitos comentaristas a apontar o problema, observando que agora não há quase nenhuma distinção visual entre anúncios e resultados de pesquisa. "Ainda existe, tecnicamente, uma rotulagem, mas é difícil escapar da conclusão de que é difícil identificar de relance onde os anúncios terminam", escreveu em seu Twitter.

Até 2013, o mecanismo de pesquisa fornecia aos anúncios uma cor de plano de fundo totalmente diferente para distingui-los dos resultados de pesquisa orgânica. Mas mesmo depois disso, continuou a usar cores exclusivas que permitiam aos usuários ver rapidamente onde seus anúncios terminavam e os resultados orgânicos começavam.

Propagandas estão inseridas como se fossem os resultados das pesquisas/ Imagem: The Verge

Por meio do seu blog, o Google explicou a mudança, dizendo que adicionar essas propagandas aos resultados de pesquisa orgânica significa que você vai dar mais importância às marcas que aparecem, uma vez que agora o design de como os resultados aparecem mudou.

No passado, Sundeep Jain, um dos diretores da Google, justificava que a simplificação dos designs de anúncios da empresa facilitaria a digestão das informações pelos usuários. Ele acrescentou que a empresa estava tentando reduzir o número de cores diferentes usadas em uma página para trazer um pouco mais de "harmonia" ao layout. Mas será esse mesmo o motivo?

Cliques em propagandas aumentaram

Algumas agências alegam que desde que o Google passou a exibir as propagandas de modo diferenciado, o número de cliques em anúncios tem aumentado. A NordicClick coletou dados de quatro clientes diferentes, comparando as taxas de cliques (CTR) dos respectivos anúncios nos mecanismos de pesquisa nos dias 7 a 13 de janeiro com as de 14 a 20 de janeiro, após essas mudanças mais latentes.

Para todos os quatro clientes (uma empresa local de assistência médica, uma empresa de comércio eletrônico e outras duas de ramo não revelado), as taxas de clique nos computadores aumentaram e variaram de 4% a 10,5%. Todos os clientes tiveram ligeiros declínios nas taxas de cliques em dispositivos móveis, que ainda estão nos padrões do ano passado — que também passaram a "privilegiar" os anúncios.

Em maio passado, para três dessas quatro empresas, depois que o Google fez suas alterações na pesquisa para celular, as taxas de cliques aumentaram de 17% a 18% para duas empresas durante o período de 24 a 30 de maio em comparação com o período de 17 a 23 de maio.

O Google é, fundamentalmente, um negócio de publicidade. No terceiro trimestre de 2019, a empresa-mãe, Alphabet, faturou quase US$ 34 bilhões com anúncios de uma receita total de US$ 40 bilhões. Portanto, o papo de que a empresa está pensando no bem-estar do usuário pode não ser bem verdade, não é mesmo?


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: