Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,85
    -2,49 (-2,64%)
     
  • OURO

    1.817,00
    +9,80 (+0,54%)
     
  • BTC-USD

    24.112,87
    -71,58 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.579,50
    +268,25 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2063
    -0,1174 (-2,21%)
     

Navios de cruzeiro movidos a gás natural prometem agitar o mercado

·3 min de leitura
Pierfrancesco Vago, presidente executivo da MSC Cruzeiros, celebraram dois marcos da construção da nova geração de navios (REUTERS/Stephane Mahe)
Pierfrancesco Vago, presidente executivo da MSC Cruzeiros, celebraram dois marcos da construção da nova geração de navios (REUTERS/Stephane Mahe)
  • Meta é zerar emissões de gases de efeito estufa até 2050

  • Novos navios estarão prontos em 2022

  • MSC realiza teste de flutuação e cerimônia da moeda

Com o firme compromisso de alcançar, até 2050, zero emissões líquidas de gases de efeito estufa, o Grupo MSC celebrou nesta semana dois marcos da construção de sua nova geração de navios. Em acordo com o Chantiers de l’Atlantique, estaleiro francês com sede em Saint-Nazaire, a Divisão de Cruzeiros do Grupo MSC realizou um teste de flutuação e a tradicional cerimônia da moeda em suas duas primeiras embarcações movidas a gás natural liquefeito (GNL).

Os dois navios, MSC World Europa e MSC Euribia, representam um investimento de quase R$ 19 bilhões (€ 3 bi) em embarcações movidas a GNL, incluindo a construção do World Europa II, previsto para 2023, de acordo com o presidente executivo da MSC Cruzeiros, Pierfrancesco Vago.

Leia também:

Além disso, também foi anunciada a instalação de uma planta piloto de célula de combustível a bordo do MSC World Europa, conhecida como Blue Horizon. Tal tecnologia servirá para converter combustível em eletricidade com uma das mais altas eficiências, usando o GNL, para que sejam produzidos eletricidade e calor a bordo.

Teste de flutuação

É o primeiro momento em que a nova embarcação toca a água e entra na próxima fase de construção, sendo também uma das etapas mais gratificantes para quem está envolvido em sua estruturação. Nesta parte do processo, há o reforço do comprometimento de todos. Pois, quando o navio toca a água - mesmo que muito trabalho já tenha sido feito, ainda há muito mais pela frente.

O teste de flutuação do MSC World Europa, que será o primeiro navio movido a GNL a se juntar à frota da MSC Cruzeiros, ocorreu no estaleiro em Saint-Nazaire, e agora será transferido para uma doca úmida para que os trabalhos continuem no navio até a sua entrega em novembro de 2022.

Cerimônia da moeda

No mesmo dia, a tradicional cerimônia da moeda ocorreu quando a quilha - peça da embarcação que fortalece a estrutura do barco - foi colocada no segundo navio movido a GNL da MSC Cruzeiros, o MSC Euribia. O ato de colocar duas moedas são sob esta parte do navio serve como símbolo histórico de bênção e boa sorte para o projeto e para a vida operacional do navio no mar.

Os navios da MSC

O MSC World Europa é o primeiro navio da pioneira MSC World Class – uma nova classe de navios que apresenta uma plataforma de cruzeiro completamente nova. O design apresenta uma popa em forma de Y que leva à Promenade Europa, com seus 104 metros de comprimento e com espaços parte abertos, parte cobertos, com vistas do oceano.

Ao todo, serão 21 bares e lounges e 13 restaurantes de alto nível, com as refeições a bordo oferecendo uma série de inovações. O novo navio receberá seus primeiros hóspedes em dezembro de 2022 e passará sua temporada inaugural na região do Golfo. Ele oferecerá cruzeiros de sete noites nos portos italianos de Gênova, Nápoles e Messina, além de Valeta, em Malta, Barcelona, na Espanha, e Marselha, na França.

MSC World Europa realiza teste de flutuação, e MSC Euribia passa por cerimônia da moeda (Horacio Villalobos/Getty Images)
MSC World Europa realiza teste de flutuação, e MSC Euribia passa por cerimônia da moeda (Horacio Villalobos/Getty Images)

Com o nome da antiga deusa Eurybia, que utilizou os ventos, o clima e as constelações para dominar os mares, o MSC Euribia se tornará um dos navios mais avançados do ponto de vista ambiental da frota da MSC Cruzeiros. Ele terá a conectividade de energia shore-to-ship, permitindo que o navio desligue seus motores e se conecte às redes de energia locais nos portos onde esta infraestrutura está disponível.

O Euribia ainda terá um sistema avançado de tratamento de águas residuais, nos padrões mais rigorosos do mundo – o chamado “Padrão Báltico”. O sistema prevenirá a introdução de espécies invasoras no ambiente marinho por meio de descartes de água de lastro, em conformidade com a Convenção de Gerenciamento de Água de Lastro da Organização Marítima Internacional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos