Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.459,86
    +139,32 (+0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Ms. Marvel | O que a mudança de poderes da heroína diz sobre futuro do MCU

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Ms. Marvel chegou ao Disney+ confirmando aquilo que já se especulava antes mesmo da estreia: os poderes da heroína no Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) são bem diferentes da sua contraparte nos quadrinhos. E isso parece ser algo que vai muito além de uma simples adaptação, em uma mudança que envolve a própria origem de Kamala Khan (Iman Vellani).

Isso aparece já no primeiro episódio de Ms. Marvel, quando vemos a garota construir vários objetos de luz sólida durante sua apresentação na VingaCon. A princípio, ela cria alguns objetos sem forma, mas logo vemos as coisas ficarem mais elaboradas, servindo tanto de escada para que ela alcance lugares mais altos como a própria extensão de sua mão — quase como a mutante Cristal, do gibi dos X-Men. Não por acaso, há até quem passa a chamá-la de Hard Light em alguns momentos.

O despertar dos poderes de Kamala tem suas similaridades com os gibis (imagem: Divulgação/Marvel Studios)
O despertar dos poderes de Kamala tem suas similaridades com os gibis (imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Só que nada disso existe nas HQs. Quando apareceu pela primeira vez nos gibis, em All-New Marvel Now Point One #1, já ficou definido que os poderes da nova Ms. Marvel seriam relacionadas à mudança de forma física — ou seja, habilidades transmorfas. É por ter essa capacidade de esticar seus membros e fazer um grande punho que ela chega a adotar o termo “agigantar” na hora de sair na porrada com alguns inimigos.

Essa característica já se tornou tão marcante de Kamala Khan que passou a acompanhá-la em outras mídias. O jogo Marvel’s Avengers explora muito bem essa capacidade da Ms. Marvel de mudar o tamanho de seu corpo durante o combate e até mesmo a animação Spidey e seus Amigos Espetaculares traz a heroína dando murro com mão gigante ou correndo por Nova York com pernas enormes.

E, por serem transformações visualmente bastante caricatas, muita gente viu na decisão do MCU de mudar os poderes de Kamala uma forma de não deixar a personagem tão estranha. Já imaginou ver aquele megapunho em live action com um visual bem realista? Levando em conta que os efeitos especiais da Marvel não andam em seus melhores dias ultimamente, é uma explicação que faz sentido.

A mão gigante aparece, mas não da forma que os quadrinhos apresentaram (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
A mão gigante aparece, mas não da forma que os quadrinhos apresentaram (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Ao mesmo tempo, algumas das assinaturas de Kamala Khan nas HQs já apareceram na série. A própria mão gigante que ela usa para salvar Zoe (Laurel Marsden) quando a adolescente é atingida por um Mjölnir no VingaCon faz referência aos poderes originais da Ms. Marvel, fazendo com que o efeito seja menos estranho do que o simples “agigantar”.

Mergulhando nas origens de Kamala

Só que essa mudança nos poderes pode estar relacionada a outra grande mudança que o MCU fez com Kamala Khan. E aqui as coisas se tornam ainda mais nebulosas, pois é um mistério que deve permear toda a temporada da série e até conectar a jovem com outros heróis da Marvel.

Nos gibis, Kamala desenvolve seus poderes após descobrir ser, na verdade, uma Inumana. Dentro da mitologia da editora, essa é uma raça alienígena “irmã” dos humanos que possui poderes como os mutantes, mas que só desenvolve esses poderes após um ritual envolvendo as chamadas névoas terrígenas. E é isso o que acontece com a jovem Khan.

Já imaginou ver isso em live action? (Imagem: Reprodução/Cyrstal Dynamics)
Já imaginou ver isso em live action? (Imagem: Reprodução/Cyrstal Dynamics)

Em sua história de introdução, um grande ataque em Nova Jersey cobre a cidade com essa névoa, despertando vários inumanos latentes — incluindo a própria heroína. É quando ela descobre que pode mudar a forma de seu corpo e, instintivamente, muda seu visual para a Miss Marvel de Carol Danvers.

Só que nada disso está na nova série do MCU. Pelo que o seriado apresentou em seu episódio de estreia, já que a adolescente passa a projetar os construtos de luz sólida após vestir o estranho bracelete que sua avó mandou do Paquistão, indicando que o artefato pode estar relacionado de alguma forma com isso.

E aqui vai um pequeno spoiler: embora o bracelete realmente tenha a ver com esse despertar das habilidades de Kamala Khan, ele não é a fonte dos poderes. Já no início do segundo episódio, Bruno (Matt Lintz) faz uma leitura que diz que o acessório parece ter apenas liberado algo existente em sua amiga.

Esse é um mistério que se desenvolve por todo esse episódio e que deve permear toda a temporada. Não vamos entrar em muitos detalhes para não estragar toda a surpresa, mas fica sugerido que as habilidades de Kamala podem estar relacionadas a alguma coisa do passado de sua família — algo que antecede a chegada dos Khan aos Estados Unidos, quando é dito que um de seus antepassados achou o caminho de casa a partir de um caminho de estrelas.

Origem de Kamala no MCU pode não ser tão diferente assim dos quadrinhos quanto se pensava (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)
Origem de Kamala no MCU pode não ser tão diferente assim dos quadrinhos quanto se pensava (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Algo sobre essa herança maravilhosa é sugerido logo após Kamala reprovar no teste de direção no primeiro capítulo. Sua mãe (Zenobia Shroff) diz que a culpa de a jovem viver com a cabeça nas estrelas é sua genética, que faz que a garota viva em um mundo de fantasia.

Esse é o tipo de frase que não é colocada por acaso no diálogo e que pode indicar justamente esse componente genético que foi liberado com o bracelete — da mesma forma que as névoas terrígenas fazem com os Inumanos.

É aí que paira a grande dúvida sobre as revelações que a série deve apresentar. Levando em conta que o MCU tentou emplacar os Inumanos três vezes em suas histórias e duas delas foram bem ruins — Agents of S.H.I.E.L.D. e a própria Inumanos nem são mais consideradas na cronologia —, Kevin Feige teria coragem de insistir novamente no conceito? Vale lembrar que o Raio Regro, Rei dos Inumanos, acabou de aparecer em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

Kamala queria ser igual sua heroína, mas não esperava tanto (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)
Kamala queria ser igual sua heroína, mas não esperava tanto (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

E embora soe pouco provável, não é uma possibilidade que pode ser inteiramente descartada. Mesmo com todas as mudanças feitas no conceito da personagem, Ms. Marvel pode trazer uma origem para a heroína bem próxima daquela que a gente viu nos quadrinhos.

Até porque a gente já sabe que o futuro de Kamala é se encontrar com a Capitã Marvel em The Marvels, então é possível que essa essência alienígena apareça para fazer essa conexão.

Aliás, a última vez que a gente viu a Carol Danvers no MCU foi justamente analisando um artefato de origem duvidosa. Ela aparece rapidamente na cena pós-crédito de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis para estudar os artefatos usados pelo herói. E é dito que aqueles anéis são de origem desconhecida e que estão emanando algum tipo de sinal. E o que impede o bracelete de Kamala funcionar igual?

Até porque há um momento bem enigmático no primeiro episódio da série que pode reforçar essa teoria. Quando a jovem usa o acessório pela primeira vez, vemos essa luz sólida tomar conta do seu corpo e a sua consciência é rapidamente levada para um outro mundo, onde uma hora de seres de olhos brilhantes a observam. É algo que dura alguns segundos, mas que não está ali por acaso. Resta saber o que isso quer dizer.

Pode ser os Inumanos e uma nova tentativa de aproveitá-los no MCU? Pode, da mesma forma que pode ser os mutantes no Asteróide M, os Krees em algum canto da galáxia ou mesmo alguma raça aleatória do multiverso. O que importa nisso tudo é como Kamala Khan parece ser peça importante desse futuro cósmico da Marvel.

Ms. Marvel já está disponível no catálogo do Disney+

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos