Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.426,00
    -522,45 (-0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.831,95
    -213,15 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.861,20
    -0,20 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    54.421,00
    -3.787,29 (-6,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.402,14
    -65,80 (-4,48%)
     
  • S&P500

    4.704,54
    +15,87 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.870,95
    -60,10 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.255,96
    -35,24 (-0,48%)
     
  • HANG SENG

    25.319,72
    -330,36 (-1,29%)
     
  • NIKKEI

    29.683,09
    +84,43 (+0,29%)
     
  • NASDAQ

    16.494,75
    +13,50 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3313
    +0,0125 (+0,20%)
     

MPRS prende 6 suspeitos de vender carne de cavalos abatidos ilegalmente

·1 min de leitura

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - O Ministério Público do Rio Grande do Sul prendeu nesta quinta-feira (18) seis integrantes de um grupo suspeito de vender carne proveniente de abates ilegais a restaurantes de Caxias do Sul. De acordo com o órgão, informações preliminares apontam que cerca de 60% das hamburguerias da cidade adquiriam produtos do grupo.

A investigação aponta que o grupo realizava o abate clandestino de cavalos, com posterior trituração da carne, e abastecia com hambúrgueres e bifes estabelecimentos comerciais de Caxias que utilizam carne moída como ingrediente.

De acordo com o MP, o grupo não possuía autorização para abate e comercialização de nenhum tipo de carne e realizava os procedimentos em locais com péssimas condições de higiene.

A investigação teve início após notícias da Inspetoria de Defesa Agropecuária de Caxias do Sul, que relatou a existência das atividades do grupo. As suspeitas foram confirmadas após a identificação de DNA de cavalo em lanches de duas hambuguerias da cidade. Carnes de peru e suínos também eram misturadas no processo.

O promotor de Justiça Alcindo Bastos, coordenador da operação, afirma que o grupo distribuía cerca de 800 kg de carne semanalmente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos