Mercado abrirá em 6 h 34 min

MPF pede R$ 1,29 bilhão de indenização por acidente da Chape

Carcaça da aeronave que levava a Chapecoense para a final da Sul-Americana de 2016 (RAUL ARBOLEDA/AFP via Getty Images)

Nesta terça (11), o Ministério Público Federal confirmou que busca uma indenização de US$ 300 milhões (cerca de R$ 1,29 bilhão) para os familiares das vítimas ao acidente aéreo da Chapecoense, que aconteceu em novembro de 2016, com 71 vítimas e seis sobreviventes.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

A informação foi confirmada pelo Procurador Geral do MPF, Carlos Prola Júnior, em audiência da CPI do Senado que trata do acidente.

Leia também:

Os US$ 300 milhões se referem ao valor do seguro da aeronave da LaMia no ano anterior do acidente. Em 2016, o valor passou a ser apenas de US$ 25 milhões.

“Eles reduziram a cobertura e chegaram a US$ 25 milhões, menos de dez vezes do valor inicial da apólice, permitindo a retomada da atividade de uma companhia aérea que não tinha a mínima condição de operar”, afirmou Prola Júnior.

Na ação, o MPF pede a condenação de três seguradoras responsáveis - a americana Aon, a japonesa Tokio Marine Kiln e a boliviana Bisa. A Aon alega que a apólice de seguro não estava paga, mas os advogados das famílias das vítimas dizem que este fato não foi comunicado às autoridades locais, o que deveria impedir o voo.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter