Mercado fechado

MP de Bolsonaro transforma Embratur em agência para promover turismo

Juliano Basile

A nova agência passa a contar com adicional de contribuição, oriundo dos recursos do Sistema S O governo Bolsonaro extinguiu o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) — uma autarquia — e criou a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo, que também usará a sigla Embratur. A determinação foi publicada nesta quarta-feira, via Medida Provisória, no "Diário Oficial da União".

Reprodução / Facebook/ Embratur

A agência tem como atribuições planejar, formular e implementar ações de promoção comercial de produtos, serviços e destinos turísticos brasileiros no exterior, objetivos similares à autarquia extinta. Mas contará com uma ampliação no orçamento. A Embratur passa a contar com adicional de contribuição, oriundo dos recursos do Sistema S.

Pela medida, a verba que hoje é paga pelas empresas que contribuem para o Sesi e Senai, e que é destinada principalmente ao Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), será direcionada à nova Embratur, que funcionará como serviço social autônomo, tal como a Apex (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).