Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.672,68
    +1.970,03 (+4,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Mozilla anuncia fim do Firefox Lite; descubra o motivo

·2 minuto de leitura

Com o passar dos anos e as constantes atualizações, os aplicativos tendem a crescer e ocupar cada vez mais espaço de armazenamento. Em geral, as novas funcionalidades compensam esse inchaço, mas elas também podem prejudicar o desempenho em dispositivos mais modestos.

Empresas como a Mozilla, então, apostam em versões "lite" para atender a sua imensa base de usuários, mesmo aqueles que não têm configurações tão parrudas. Foi o caso do Firefox Lite, projetado para ser uma versão simplificada do navegador para mercados selecionados. Só que, por algum motivo não revelado, o navegador foi descontinuado em 30 de junho.

O Firefox Lite apresentava poucos recursos e primava pela leveza (Imagem: Captura de tela/Canaltech)
O Firefox Lite apresentava poucos recursos e primava pela leveza (Imagem: Captura de tela/Canaltech)

O programa foi chamado inicialmente de Firefox Rocket e tinha como público-alvo a Indonésia. Lançado em 2017 e com foco em execução rápida, seu trunfo era o menor uso de dados, o que favorecia a utilização com internet móvel. Um ano depois, a Mozilla mudou o nome para Firefox Lite e assim tornou mais claro o objetivo do app.

De lá para cá, tal qual o irmão mais velho, o Firefox Lite também começou a ser demasiado inchado, fazendo com que perdesse a leveza da sua proposta inicial, e o programa começou a ser criticado após adicionar anúncios nas notificações e na página de “Nova guia”.

Só o Firefox basta

O comunicado oficial da Mozilla sobre a descontinuação diz que o aplicativo padrão do Firefox foi criado para ser rápido o suficiente a ponto de tornar a versão Lite obsoleta. A verdade, no entanto, é que pode não fazer sentido manter uma opção mais “leve” que não tem nada de "lite".

Usuários poderão continuar usando o aplicativo, já que ele permanecerá nos dispositivos, porém, com o fim do suporte, ele não receberá mais nenhuma atualização e deve ser removido das lojas oficiais de apps. Assim, se você gosta do Firefox Lite, mantenha-o sempre instalado no seu celular; caso contrário pode não ser mais possível obtê-lo.

Ao longo da sua curta vida, a versão Lite atingiu a marca de 5 milhões de downloads, cerca de metade do total obtido pelo aplicativo oficial. Isso mostra que ele foi um sucesso, apesar de tudo, e ajudou a fortalecer a marca da Mozilla nos últimos quatro anos.

Você pretende continuar usando o Firefox Lite ou deve migrar para a versão original? Deixe suas impressões sobre o navegador nos comentários.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos