Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,74
    -0,23 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.753,50
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    47.032,00
    -1.151,09 (-2,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,61%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,96 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.322,75
    -3,25 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1950
    -0,0044 (-0,07%)
     

Movimento contra privatização de estatais reforça apoio sindical

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.05.2020 - Carro dos Correios estacionado na rua Glete, no centro da capital paulista. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.05.2020 - Carro dos Correios estacionado na rua Glete, no centro da capital paulista. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Além dos trabalhadores dos Correios que vão reforçar a mobilização contra a privatização da empresa, Serpro e Dataprev também estão na rota de resistência do movimento sindical.

O Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo) prometeu apoio financeiro à campanha criada neste ano por funcionários das duas estatais.

Chamada de "Salve seus Dados", a campanha tem apoio de outras entidades como SBC (Sociedade Brasileira de Computação), CUT (Central Única dos Trabalhadores) e Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor).

O movimento argumenta que a privatização da Dataprev e do Serpro pode aumentar os custos do governo, prejudicar a competitividade e criar monopólio privado.

Antonio Neto, presidente do Sindpd, diz que a proteção dos dados previdenciários e fiscais envolve segurança nacional. "Defender a Serpro e a Dataprev é defender a nossa soberania. A quem interessa privatizar os nossos dados?", diz Neto, que também é presidente da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos