Mercado abrirá em 2 h 13 min
  • BOVESPA

    107.005,22
    +758,07 (+0,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.289,91
    +895,88 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,02
    -0,19 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.842,90
    +1,70 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    30.290,49
    +1.156,07 (+3,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    675,97
    +23,74 (+3,64%)
     
  • S&P500

    3.900,79
    -22,89 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.253,13
    -236,94 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.436,70
    +133,96 (+1,83%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    12.054,00
    +175,75 (+1,48%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1807
    -0,0381 (-0,73%)
     

Mourão critica valor destinado para reajustes: "Vai dar R$ 0,10 aos servidores?"

·2 min de leitura
(Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
(Photo by EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
  • Espaço de R$ 1,7 bi é insuficiente para prestigiar todas categorias do funcionalismo federal;

  • Orçamento foi sancionado pelo presidente nesta sexta-feira, 21;

  • INSS e Educação sofreram cortes em seus orçamentos.

Em conversa com repórteres nesta segunda-feira (24), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), criticou o valor destinado para o reajuste dos servidores federais. Segundo o vice-presidente "não dá para todo mundo", e algumas categorias deverão ter prioridade.

"Tem esse espaço aí de R$ 1,7 bi, mas ele é pequeno, né? É um espaço pequeno. Não dá para todo mundo. Vai dar o quê? R$ 0,10 para cada um de aumento? Difícil", disse Mourão durante sua chegada no Palácio do Planalto.

O Orçamento de 2022 foi sancionado pelo presidente, Jair Bolsonaro (PL), nesta sexta-feira (21). Com isso, o espaço de R$ 1,7 bilhão não poderá mais sofrer alterações.

Leia também:

O reajuste salarial

O reajuste para os servidores federais tem sido ponto de contenda do governo federal desde que o presidente Jair Bolsonaro (PL) fez o anúncio, no fim de novembro.

Prometido a todo funcionalismo federal, Bolsonaro eventualmente voltou atrás e destinou seus esforços a garantir o reajuste para os agentes policiais e penitenciários federais.

Com isso, o presidente conseguiu um espaço de R$ 1,7 bilhão no Orçamento de 2022. Só que, de acordo com o Ministério da Economia, esse valor ainda é pequeno para garantir um reajuste a toda categoria policial.

Somado a isso, outras categorias de servidores federais vêm protestando pelo reajuste de seus salários.

Orçamento de 2022

Além do reajuste, com a assinatura de Bolsonaro, também ficaram reservados R$ 4,9 bilhões para o fundo eleitoral e R$ 16,5 bilhões para o chamado "Orçamento Secreto".

Enquanto isso, outras áreas sofreram grandes cortes, como o INSS, que teve um corte de R$ 988 milhões em seu orçamento. Já o ministério da Educação teve cerca de R$ 739,9 milhões tirados de seus fundos. Destes, R$ 499 milhões seriam destinados ao FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos