Mercado abrirá em 5 h 35 min
  • BOVESPA

    108.402,27
    +1.930,27 (+1,81%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.354,86
    +631,46 (+1,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,94
    -0,82 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.801,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    23.872,46
    +152,98 (+0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    558,03
    +15,16 (+2,79%)
     
  • S&P500

    4.140,06
    -5,13 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    32.832,54
    +29,04 (+0,09%)
     
  • FTSE

    7.478,76
    -3,61 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    20.036,75
    -9,02 (-0,04%)
     
  • NIKKEI

    27.999,96
    -249,28 (-0,88%)
     
  • NASDAQ

    13.208,50
    +25,25 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2164
    +0,0070 (+0,13%)
     

Motor de foguete desenvolvido por Startup alemã passa em seu primeiro teste

A startup alemã Rocket Factory Augsburg (RFA) conduziu os primeiros testes com seu motor de combustão Helix, dando um passo importante para o desenvolvimento de seu foguete RFA One. Realizado em Kiruna, cidade no nordeste da Suécia, o procedimento incluiu a ignição do motor por um total de 74 segundos, finalizando a primeira campanha de testes da configuração de voo com sucesso.

O teste representa um grande avanço para um eventual lançamento do veículo RFA One. “Estamos verdadeiramente animados por nosso projeto se mostrar tão confiável e com tanta performance”, comemorou Stefan Brieschenk, diretor de operações da empresa. “Acabamos de dar um grande passo em direção ao nosso primeiro lançamento ao finalizar essa primeira campanha de qualificação do Helix”, disse.

O RFA One está sendo desenvolvido para lançar cargas de até 1.600 kg a uma órbita parecida com a da Estação Espacial Internacional, que viaja ao redor da Terra a uma altitude de aproximadamente 400 km. Mas, antes disso, a RFA ainda planeja realizar um teste de sistemas integrado no fim do ano, com um motor Helix e um estágio superior qualificado para voar.

Neste novo teste, o motor deverá ser acionado pelo tempo completo de um voo do estágio superior. “Com base nisso, esperamos realizar um lançamento entre a metade e o fim de 2023”, disse um representante da empresa. Segundo Brieschenk, o teste deste mês trouxe dados suficientes para este futuro procedimento.

Fundada em 2018, a RFA se tornou em 2021 a primeira empresa da União Europeia a desenvolver e testar um motor de combustão em estágios, durante um teste de ignição de oito segundos. Essa tecnologia se destaca das demais por oferecer mais eficiência e performance quando comparada aos motores convencionais dos foguetes, e evita que o combustível que não foi queimado seja liberado no ambiente.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos