Mercado abrirá em 3 h 8 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,32
    -1,63 (-2,33%)
     
  • OURO

    1.796,20
    +11,00 (+0,62%)
     
  • BTC-USD

    57.104,75
    -161,64 (-0,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.441,51
    +12,58 (+0,88%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.037,85
    -72,10 (-1,01%)
     
  • HANG SENG

    23.475,26
    -376,98 (-1,58%)
     
  • NIKKEI

    27.821,76
    -462,16 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.318,50
    -72,25 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3506
    +0,0214 (+0,34%)
     

Moto G51 5G passa por certificação no exterior e deverá ser lançado em breve

·2 min de leitura

A Motorola está pronta para apresentar o sucessor do Moto G50 5G, o Moto G51. Depois de já ter aparecido em testes de benchmark que confirmaram detalhes de suas especificações internas, o novo celular recebeu nesta quarta-feira (27) certificações do 3C — um órgão regulamentador chinês —, que revelou informações sobre a velocidade de carregamento do dispositivo.

Moto G50 5G tem tela com taxa de atualização de 90 Hz (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto G50 5G tem tela com taxa de atualização de 90 Hz (Imagem: Divulgação/Motorola)

De acordo com a listagem, o Moto G51 5G virá com suporte para carregamento de 10 W. Ou seja, ele não deverá apresentar grandes velocidades de recarga, e deverá ser necessário deixá-lo na tomada por um tempo relativamente alto antes de encher a bateria, especialmente se ele vier com um tanque de energia similar ao G50 5G, que tem 5.000 mAh.

A certificação também confirma que o aparelho terá suporte para a conexão 5G, algo que já era esperado, pois o modelo atual já é compatível com a quinta geração de conectividade móvel.

Outras especificações divulgadas no teste de benchmark anterior incluem a implementação do processador Qualcomm Snapdragon 750G octa-core, e pelo menos uma opção com 4 GB de memória RAM (porém, outras variantes não são descartadas). A página não mostra dados sobre o armazenamento interno do G51 5G, mas é provável que ele venha com pelo menos uma versão de 128 GB.

O celular deverá ainda ter uma câmera principal de 50 MP, em conjunto com uma ultrawide de 8 MP e uma macro de 2 MP — na parte frontal, o sensor deverá ter 13 MP. O display do G51 5G terá resolução Full HD+ e taxa de atualização de pelo menos 90 Hz, e o aparelho deverá rodar o Android 11 de fábrica, com atualização garantida para o Android 12 em algum momento.

Aparelho deverá ter construção em plástico (Imagem: Divulgação/Motorola)
Aparelho deverá ter construção em plástico (Imagem: Divulgação/Motorola)

Caso herde algumas características do G50 5G, o G51 5G deverá vir com sensor de impressões digitais na lateral junto ao botão de energia, além de suporte para dual SIM (ou SIM + Micro SD), entrada USB-C para carregamento e transferência de dados e porta 3,5 mm para fones de ouvido ou cabo auxiliar.

O dispositivo ainda não tem uma data oficial de lançamento, e a Motorola sequer confirmou a existência dele. Porém, como o recebimento de certificações costuma ser uma das fases finais de desenvolvimento de um smartphone, ele deverá ser apresentado em breve, pelo menos na China.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos