Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.091,08
    -116,88 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.908,18
    -121,36 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,61
    +0,49 (+0,68%)
     
  • OURO

    1.857,00
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    39.803,42
    -482,24 (-1,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    987,67
    -22,94 (-2,27%)
     
  • S&P500

    4.246,59
    -8,56 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    34.299,33
    -94,42 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.638,53
    -203,60 (-0,71%)
     
  • NIKKEI

    29.362,11
    -79,19 (-0,27%)
     
  • NASDAQ

    14.040,00
    +9,75 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1121
    -0,0058 (-0,09%)
     

Moto G30 vs Poco M3: muito parecidos de longe, mas há diferenças importantes

·9 minuto de leitura

Os intermediários ‘baratinhos’ estão cada vez melhores, com recursos bacanas e muito mais potência para encarar as tarefas do dia a dia. Entre os vários representantes da categoria estão o Moto G30 e o Poco M3, de Motorola e Xiaomi, respectivamente.

Estes celulares são bastante parecidos entre si, mas há diferenças em vários aspectos que é sempre bom estar atento para escolher aquele que realmente será o melhor para o seu tipo de uso. Veja a seguir todos os detalhes de tela, memória, processamento, câmeras, bateria, recursos e design dos dois modelos para entender em que aspecto um é melhor que o outro.

Design

A traseira brilhante do Moto G30 (Imagem: Ivo/Canaltech)
A traseira brilhante do Moto G30 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Visualmente, há poucas diferenças, mas dá para reconhecer bem qual é o Moto G30 e qual é o Poco M3 olhando para a traseira dos aparelhos. Ambos trazem um módulo de câmera com três círculos bem grandes em filha vertical, que destaca bem os sensores fotográficos. Mas a localização do flash é um pouco distinta, pois fica mais acima no celular da Xiaomi e centralizado no Motorola, que ainda tem um quarto sensor, de profundidade, abaixo, na segunda linha vertical. Além disso, o Poco M3 estende a lombada por quase toda a porção superior da traseira.

De frente, eles são parecidos, com um recorte em gota para a câmera de selfies e poucas bordas. O Moto G30 ainda tem quatro botões na lateral direita, sendo um exclusivo para o Assistente do Google, além dos volumes e energia, estes últimos também presentes no Poco M3, do mesmo lado. O aparelho da Motorola ainda tem leitor de impressão digital físico na parte traseira, enquanto o da Xiaomi integra o sensor no botão power.

Os dois celulares também contam com acabamento de plástico nas laterais e traseira, com proteção em vidro em toda a parte frontal. E curiosamente até as dimensões são parecidas: 165,2 x 75,7 x 9,1 mm e 200 g no Moto G30 e 162,3 x 77,3 x 9,6 mm e 198 g no Poco M3. Não há informação sobre resistência a água e poeira em nenhum deles.

Você pode encontrar o modelo da Motorola nas cores cinza ou branco, enquanto o da Xiaomi está disponível apenas na cor azul oficialmente no Brasil. Com importadores, é possível encontrar o Poco M3 também nas opções preto ou amarelo.

O Poco M3 tem um 'painel' com as câmeras e o nome da marca na porção superior traseira (Imagem: Ivo/Canaltech)
O Poco M3 tem um 'painel' com as câmeras e o nome da marca na porção superior traseira (Imagem: Ivo/Canaltech)

Tela

  • Moto G30: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels) e taxa de atualização de 90 Hz

  • Poco M3: IPS LCD de 6,53 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2340 pixels) e taxa de atualização de 60 Hz.

A tela também traz muitas semelhanças e, de novo, diferenças nos detalhes. Ambos possuem painel IPS LCD, que entrega cores naturais, mais suaves, mas costuma pecar no brilho, geralmente um pouco baixo para uso na rua, principalmente. Ambos possuem 6,5 polegadas de tamanho diagonal, embora a proporção seja um pouco diferente no Poco M3, que é 19,5:9 contra 20:9 do Moto G30.

Já na resolução da tela, o celular da Xiaomi fica em vantagem por trazer densidade maior de pixels, pois traz painel Full HD. No entanto, o Moto G30 tem imagem mais fluida, já que possui taxa de atualização aumentada para 90 Hz, apesar da tela ser HD.

Em resumo, você teria que optar pela imagem mais nítida, com 60 Hz e Full HD do Poco M3, ou a exibição menos detalhada, mas mais fluida do Moto G30.

Tela de 90 Hz é um dos destaques do Moto G30 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Tela de 90 Hz é um dos destaques do Moto G30 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Câmeras

  • Moto G30: 64 MP (f/1.7, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade) + 13 MP (f/2.2, frontal);

  • Poco M3: 48 MP (f/1.8, principal) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade) + 8 MP (f/2.1, frontal).

Em câmeras, há um conjunto quádruplo contra um triplo. O Moto G30 tem dupla vantagem, portanto, já que tem sensor com resolução maior, de 64 MP — contra 48 MP — e uma câmera ultra wide a mais, ausente no Poco M3. Além disso, a frontal também tem resolução maior. De resto, macro e profundidade de 2 MP em ambos, que ainda gravam vídeos em 1080p tanto na principal quanto na frontal.

No geral, ambos vão entregar resultados parecidos para quem quer utilizar nas redes sociais. Há diferenças na maneira como cada software lida com as informações captadas pelos sensores, mas nada que uma leve edição não ajude a dar um destaque maior ou menor para as cores, caso seja da sua preferência.

Detalhe do módulo de câmera expandido no Poco M3 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Detalhe do módulo de câmera expandido no Poco M3 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Processador e memória

  • Moto G30: Qualcomm Snapdragon 662 (11 nm, 4x 2,0 GHz Kryo 260 Gold + 4x 1,8 GHz Kryo 260 Silver), GPU Adreno 610;

  • Poco M3: Qualcomm Snapdragon 662 (11 nm, 4x 2,0 GHz Kryo 260 Gold + 4x 1,8 GHz Kryo 260 Silver), GPU Adreno 610.

O Snapdragon 662 é um processador bastante razoável, semelhante ao Snapdragon 665 lançado cerca de um ano antes e capaz de lidar com as tarefas do dia a dia sem engasgos nem travamentos. Neste sentido, a única diferença entre Moto G30 e Poco M3 está na otimização do software, sendo que o Android pouco modificado da Motorola entrega fluidez maior que a MIUI da Xiaomi, também utilizada nos celulares da marca Poco.

As opções oficiais no Brasil entregam a mesma capacidade de memória, ou seja, 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento. O Poco M3 pode ser encontrado com importadores em diversas versões, no entanto: 4/64 GB, 6/64 GB e 6/128 GB, além da oficial com 4/128 GB, claro.

Bateria

  • Moto G30: 5.000 mAh, recarga de 20 W;

  • Poco M3: 6.000 mAh, recarga de 18 W.

Se o Moto G30 tem algumas vantagens em câmera, o Poco M3 volta a equilibrar o jogo em bateria, com sua capacidade de incríveis 6.000 mAh, promessa de durar até cinco dias “com configuração de baixa luz”, ou dia dias de uso normal. A Motorola promete dois dias com os 5.000 mAh do seu modelo, também no perfil de uso mediano.

No caso de você preferir ficar menos tempo na tomada, em vez de ficar mais tempo longe dela, o Moto G30 se torna uma opção mais interessante, já que além de ter menos carga, tem um carregador um pouco mais potente, de 20 W. O Poco M3 usa 18 W para preencher muito mais bateria, e deve ficar um tempo considerável a mais na tomada para ir de 0% até 100%.

Microfone, conector USB-C e saída de som na parte inferior do Moto G30 (Imagem: Ivo/Canaltech)
Microfone, conector USB-C e saída de som na parte inferior do Moto G30 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Recursos extras

Representantes de uma categoria mais de entrada entre os intermediários, Moto G30 e Poco M3 não possuem grandes recursos incrementais, mas não deixam de oferecer alguns extras ao usuário. Ambos possuem desbloqueio tanto facial quanto por impressão digital, além de Wi-Fi dual-band e Bluetooth 5.0, conectores USB-C e P2, para fones de ouvido.

O Poco M3 ainda tem o sensor infravermelho, que faz dele uma espécie de controle remoto universal. Além disso, o celular da Xiaomi tem som estéreo, enquanto o da Motorola aposta em um alto-falante mono.

Com relação ao Android, o Moto G30 já vem com o 11 instalado de fábrica, enquanto o Poco M3 ainda está na versão 10. Porém, a Motorola só promete uma atualização do sistema, além de dois anos de updates de segurança (contados a partir do lançamento), enquanto a Xiaomi costuma entregar novos recursos a seus aparelhos por muitos anos.

Poco M3 tem sensor infravermelho, conector P2 e saída de som na parte superior (Imagem: Ivo/Canaltech)
Poco M3 tem sensor infravermelho, conector P2 e saída de som na parte superior (Imagem: Ivo/Canaltech)

Moto G30 vs Poco M3: qual vale a pena?

O comparativo mostrou que os dois aparelhos trazem ficha técnica bastante parecida, com diferenças pontuais. O Moto G30 se destaca pela alta taxa de atualização da tela, conjunto de câmeras com mais definição e carregamento mais rápido da bateria.

Por outro lado, o Poco M3 traz bateria que fica longe da tomada por um período mais longo e tela com mais nitidez, graças à maior densidade de pixels, além da presença do sensor infravermelho e do som estéreo. E os dois têm processamento semelhante, e até mesmo opções de memória igual, nas opções oficiais disponíveis no Brasil.

Dito isso, a decisão de qual dos dois vale mais a pena cabe apenas a você, que agora tem todas as ferramentas para avaliar qual é melhor em cada ponto e, assim, definir o que entrega mais daquilo que você busca em um celular.

Moto G30: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,5 polegadas com resolução HD (720 x 1600 pixels), 90 Hz;

  • Chipset: Snapdragon 662 Octa-core (4x 2,0 GHz + 4x 1,8 GHz);

  • Memória RAM: 4 GB;

  • Armazenamento interno: 128 GB expansíveis via microSD;

  • Câmera traseira: quádrupla de 64 MP (f/1.7, principal) + 8 MP (f/2.2, ultra-wide) + 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade);

  • Câmera frontal: 13 MP f/2.2;

  • Dimensões: 165,2 x 75,7 x 9,1 mm (AxLxP);

  • Peso: 200 g;

  • Bateria: 5.000 mAh com carregador de 20 W;

  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi dual-band, leitor de impressão digital traseiro, 4G;

  • Cores disponíveis: preto ou branco;

  • Sistema operacional: Android 11.

Poco M3: ficha técnica

  • Tela: IPS LCD de 6,53 polegadas com resolução Full HD (1080 x 2340 pixels), 60 Hz;

  • Snapdragon 662 Octa-core (4x 2,0 GHz + 4x 1,8 GHz);

  • Memória RAM: 4 GB;

  • Armazenamento interno: 128 GB expansíveis via microSD;

  • Câmera traseira: tripla de 48 MP (f/1.8, principal) 2 MP (f/2.4, macro) + 2 MP (f/2.4, profundidade);

  • Câmera frontal: 8 MP f/2.1;

  • Dimensões: 162,3 x 77,3 x 9,6 mm (AxLxP);

  • Peso: 198 g;

  • Bateria: 6.000 mAh com carregador de 18 W;

  • Extras: Bluetooth 5.0, Wi-Fi dual-band, leitor de impressão digital lateral, infravermelho, 4G;

  • Cores disponíveis: azul (nacional), preto, amarelo (importado).

  • Sistema operacional: Android 10 com MIUI;

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: