Mercado fechará em 4 h 50 min
  • BOVESPA

    113.323,91
    +2.139,95 (+1,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.385,91
    +8,44 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,95
    +0,67 (+1,09%)
     
  • OURO

    1.711,30
    -4,50 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    49.243,00
    -1.981,20 (-3,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    988,06
    +0,85 (+0,09%)
     
  • S&P500

    3.797,60
    -22,12 (-0,58%)
     
  • DOW JONES

    31.217,62
    -52,47 (-0,17%)
     
  • FTSE

    6.633,21
    -42,26 (-0,63%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.579,75
    -102,00 (-0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7723
    -0,0064 (-0,09%)
     

Moto G10, G30 e E7 Power têm detalhes revelados em novo vazamento

Redação
·3 minuto de leitura

Na expansão da família Moto G, a Motorola pretende introduzir aparelhos das mais diversas faixas de preço. Dessa vez, três novos celulares vazaram pelo repórter do XDA Developers Adam Conway: os Moto G10, G30 — dupla não tão distinta entre si, voltada para o mercado intermediário — e o Moto E7 Power, com hardware mais enxuto, mas bateria de grande autonomia e com foco no mercado de entrada.

Moto G100 é homologado na Anatel com 5G e bateria de 5.000 mAh
Motorola quer mudar patamar dos Moto G para competir no mercado premium
Motorola confirma quais celulares receberão o Android 11; veja a lista completa

Moto G10

A primeira novidade, o Moto G10 (XT2127), é o sucessor natural do Moto G9, lançado em agosto do ano passado. O aparelho segue a evolução gradual — e lenta — da frente principal do portfólio da Motorola, introduzindo recursos novos, lentes aprimoradas e alguns cortes para encaixá-lo como intermediário com valor competitivo.

(Imagem: Adam Conway/TechnikNews)
(Imagem: Adam Conway/TechnikNews)

Dele, o vazamento detalha a presença de quatro câmeras traseiras — 48 MP de resolução na principal, 8 MP na grande-angular, 2 MP no sensor macro e, por fim, 2 MP na lente complementar para detecção de profundidade. O conjunto seria organizado em um módulo saltado no canto superior esquerdo, semelhante ao que foi apresentado no Moto G9 Plus. A câmera frontal, que ocupa um recorte em forma de gota no display, seria de 8 MP.

Por dentro, o Moto G10 contaria com o chipset Qualcomm Snapdragon 460 combinado com 4 GB de RAM. Até o momento, há informações sobre uma única variante de 64 GB de armazenamento interno — não se sabe se será expansível via cartão SD. O vazamento alega que o celular contará com comunicação NFC, entrada convencional para fone de ouvido, botão dedicado para acionamento do Google Assistente e tela com resolução 1600 por 720 pixels (HD+) atualizada a 60 Hz.

Moto G30

No caso do Moto G30 (XT2129), o cenário é diferente. O aparelho mostra uma evolução ainda maior em comparação com os modelos anteriores e é significativamente mais poderoso que o Moto G10 vazado.

(Imagem: Adam Conway/TechnikNews)
(Imagem: Adam Conway/TechnikNews)

A começar pelo hardware, o intermediário contaria com o chip Snapdragon 662, somado a 4 ou 6 GB de RAM, em variantes com 64 ou 128 GB de armazenamento, respectivamente. Não há informações sobre bateria ou recursos extras contidos no aparelho.

Nas câmeras, o Moto G30 teria um sensor principal de 64 MP, 13 MP na secundária grande-angular e a mesma dupla de sensores de 2 MP para fotos macro e detecção de profundidade. Da mesma forma, as câmeras foram reunidas numa seção saltada no canto superior esquerdo. A entrada para fone de ouvido e o botão dedicado para acionamento do Google Assistente também se fazem presentes.

Moto E7 Power

O retrabalho na linha Moto E seria feito com o Moto E7 Power, este o menos destrinchado pelos vazamentos de hoje. As informações apresentadas até agora são restritas a renderizações estáticas que revelam um módulo para câmeras duplas e flash LED na parte traseira, localizado ao lado do que aparenta ser um sensor biométrico. Além disso, uma cavidade no canto inferior esquerdo dá espaço para o que seria o alto-falante principal.

(Imagem: Adam Conway/TechnikNews)
(Imagem: Adam Conway/TechnikNews)

Na frente, o display apresenta bordas bastante evidentes com cantos arredondados e um recorte em forma de gota para a câmera frontal.

Considerando a nomenclatura “Power” e o seu foco no mercado de entrada, é provável que o Moto E7 seja equipado com uma volumosa bateria e um chipset básico. O vazamento reforça esse palpite, e detalha que o aparelho contaria com bateria de 5.000 mAh e o chipset MediaTek Helio P22, presente no seu antecessor Moto E6s.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: