Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.837,70
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    18.922,67
    +28,15 (+0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Moto G 5G é homologado na Anatel e pode estar a caminho do Brasil

Felipe Junqueira
·3 minuto de leitura

Parece que a Motorola está prestes a fazer mais um anúncio no Brasil. Depois de homologar o Moto G9 Power, a Anatel agora passou a documentação do Moto G 5G, modelo lançado na Europa junto ao monstro em bateria da família mais popular da fabricante.

Sob a referência de modelo XT2113-3, o dispositivo tem suporte ao 5G DSS, como o próprio nome já indica, além do 4G disponível no país, e é compatível com redes Wi-Fi de 2,4 GHz e 5 GHz, ou seja, é dual-band.

O Moto G 5G vendido no Brasil será fabricado na fábrica da Flextronics, localizada em Jaguariúna, no estado de São Paulo, e será fornecido com carregador de 20 W e bateria não-removível modelo MK50, com capacidade nominal de 4.700 mAh.

Ainda não há nenhum evento da Motorola Brasil marcado para os próximos dias, e o simples fato de novos celulares serem homologados na Anatel não são nenhuma garantia de que serão vendidos no país. O processo é apenas um passo essencial para que a fabricante tenha permissão de comercializar o modelo por aqui.

Moto G 5G: 5G a preço acessível

Moto G 5G é o modelo com 5G mais acessível da Motorola até o momento (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto G 5G é o modelo com 5G mais acessível da Motorola até o momento (Imagem: Divulgação/Motorola)

Assim como a versão Plus, o Moto G 5G tem tela IPS LCD de 6,7 polegadas com tesolução Full HD, porém sem os 90 Hz de frequência, ou seja, limitado aos 60 Hz tradicionais dos celulares mais recentes. Além disso, o modelo tem apenas uma câmera de selfie, de 16 MP, localizada em um furo na parte superior central da tela. Atrás, o conjunto é triplo, com um sensor de 48 MP com abertura de f/1.7, seguido por um ultra grande-angular de 8 MP (118º de ângulo de visão) e um macro de 2 MP.

Na parte interna do aparelho encontramos a plataforma Snapdragon 750G da Qualcomm, que tem suporte à quinta geração da banda larga móvel e equipa também o Mi 10T Lite, da Xiaomi. O celular ainda tem 4 GB ou 6 GB de RAM e 128 GB de espaço interno, expansível via cartão micro SD, além de bateria de 5.000 mAh de capacidade total, com suporte a carregamento de 20 W. E roda o sistema operacional Android 10.

Na Europa, o Moto G 5G custa 299 euros (R$ 1,9 mil em conversão direta), cerca de 50 euros mais barato que a versão Plus, que chegou ao Brasil por R$ 2.999. Não sabemos quanto o modelo mais barato poderia chegar aqui, mas certamente será mais acessível que o irmão.

Moto G 5G: ficha técnica

  • Tela: 6,7 polegadas, Full HD+, IPS LCD, 60 Hz;

  • Chipset: Qualcomm Snapdragon 750G 5G;

  • Memória RAM: 4 GB ou 6 GB;

  • Armazenamento interno: 128 GB;

  • Câmera traseira: 48 MP (principal), 8 MP (ultrawide), 2 MP (macro);

  • Câmera frontal: 16 MP;

  • Dimensões: 166,1 x 76,1 x 9,9 mm;

  • Peso: 212 g;

  • Bateria: 5.000 mAh;

  • Extras: leitor de digitais, NFC, BT 5.0, conector P2, 5G;

  • Cores disponíveis: cinza e prata;

  • Sistema operacional: Android 10.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: