Mercado abrirá em 6 h 3 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,36
    +0,06 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.779,60
    +2,90 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    34.498,54
    +1.398,82 (+4,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    830,94
    +44,32 (+5,63%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    29.289,90
    +407,44 (+1,41%)
     
  • NIKKEI

    29.066,18
    +190,95 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    14.360,75
    +6,50 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8700
    +0,0077 (+0,13%)
     

Mortes por Covid-19 de pessoas com menos de 60 anos no Brasil superam as de idosos pela 1ª vez

·1 minuto de leitura
Mortes por Covid-19 de pessoas com menos de 60 anos no Brasil superam as de idosos pela 1ª vez
Mortes por Covid-19 de pessoas com menos de 60 anos no Brasil superam as de idosos pela 1ª vez

O Brasil já concluiu a vacinação contra Covid-19 de pessoas com mais de 60 anos e os resultados disso começaram a aparecer. Pela primeira vez, o número de mortos com menos de 59 anos ultrapassou pela primeira vez os óbitos de idosos. Isso não significa, entretanto, uma queda no número de mortes.

De acordo com dados coletados pelo UOL através da Associação Nacional de Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil), entre os dias 30 de maio e 5 de junho, 53,6% as mortes por Covid-19 no país forma de pessoas com até 59 anos. Até a semana anterior, o número máximo era de 49%. No começo de janeiro, antes do início da vacinação no Brasil, 77,5% das mortes foram de pessoas com mais de 60 anos e apenas 22,5% entre a população mais jovem.

Mortes por Covid-19 no Brasil

O Brasil registrou 2.378 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com números atualizados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (8). É o maior registro de mortes em 24 horas desde 5 de maio. A média móvel de mortes nos últimos 7 dias chegou a 1.714.

Leia mais:

De acordo com o último boletim divulgado pela Fiocruz, nesse momento, o Brasil passa por uma fase de estabilidade nos óbitos por Covid-19. Esse é pelo menos o 21º dia nessa fase.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos