Mercado abrirá em 7 h 3 min

O coronavírus já chegou na sua vizinhança? Mapa interativo da USP te ajuda a descobrir

Plataforma interativa da USP informa expansão do coronavírus em São Paulo - Foto: Reprodução

No momento em que as grandes capitais do Brasil discutem a reabertura, muitos gostariam de saber quão seguro é ir às ruas em meio à pandemia do novo coronavírus, que já vitimou mais de 37 mil pessoas no país. Diante desse temor da população, um mapa interativo criado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) pode ajudar a sanar essas dúvidas.

A plataforma permite ao morador da capital paulista e da Região Metropolitana de São Paulo consultar o avanço da Covid-19 nas proximidades da sua casa ou de seu local de trabalho. Quantas óbitos foram registrados na sua rua? e no seu bairro? Quantos foram hospitalizados na região do seu trabalho?

Leia também

O Laboratório Espaço Público e Direito à Cidade (LabCidade) da FAU-USP explica que o objetivo da ferramenta é “contribuir e incidir sobre as políticas públicas emergenciais necessárias".

De acordo com o LabCidade, o mapa permite “uma análise mais precisa da difusão espacial da pandemia do que os mapas oficiais, que utilizam a escala dos distritos ou das cidades”. Dados do Ministério Ministério da Saúde informados ao DataSUS, departamento de informática do Sistema Único de Saúde, são utilizados na ferramenta.

Os criadores admitem, porém, que algumas informações podem não constar no mapa, já que uma parcela dos pacientes não tem o CEP informado em suas fichas, tendo em vista que a prioridade da equipe sanitária é com o quadro clínico do paciente, acima do seu cadastro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Mesmo com possíveis lacunas, o mapa “sinaliza fortemente a necessidade de considerar a heterogeneidade dos territórios para entender —no caso específico de cada cidade— as formas através das quais a epidemia tem se difundido”, de acordo com os idealizadores do mapa interativo.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.