Mercado abrirá em 2 h 41 min
  • BOVESPA

    110.334,83
    +299,66 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.784,58
    +191,67 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,70
    +0,06 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.722,70
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    49.059,74
    +1.728,43 (+3,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    986,51
    -0,14 (-0,01%)
     
  • S&P500

    3.901,82
    +90,67 (+2,38%)
     
  • DOW JONES

    31.535,51
    +603,14 (+1,95%)
     
  • FTSE

    6.615,42
    +26,89 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.095,86
    -356,71 (-1,21%)
     
  • NIKKEI

    29.408,17
    -255,33 (-0,86%)
     
  • NASDAQ

    13.193,75
    -86,00 (-0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7721
    -0,0235 (-0,35%)
     

Morre presidente da Confederação Brasileira de Canoagem, após complicações da Covid-19

LANCE!
·1 minuto de leitura


Morreu neste domingo, aos 61 anos, João Tomasini Schwertner, presidente da Confederação Brasileira de Canoagem. O cartola testou positivo para a Covid-19 no dia 17 de dezembro e passou 30 dias internado na Unidade de Terapia intensiva (UTI) do hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba, Paraná.

Tomasini era um dos presidentes mais longevos das Confederações de esportes olímpicos no Brasil. No cardo da CBCa desde 1989, o cartola ainda era membro da Assembleia Geral do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e presidente da Confederação Pan-americana de Canoagem (COPAC) desde 2017.

Entre os anos de 2010 e 2014 foi 3º Vice-Presidente da Federação Internacional de Canoagem. Através do Twitter, o vice-presidente do COB, Marco La Porte, lamentou a morte do cartola.

- Poucas palavras neste momento. Muito difícil perder um amigo, um companheiro de caminhada. Vai com Deus Tomasini. Fará falta. Um batalhador do Esporte - disse.

Neste domingo, a Anvisa aprovou o uso das vacinas contra a Covid-19 do Butantan, com parceira com o instituto Sinovac, e da Fiocruz, em parceria com a Universidade de Oxford. O treinador da seleção brasileira de futsal, Marquinhos Xavier, tomou a primeira dose da vacina contra a doença e mostrou comprovante com orgulho, afirmando: 'Eu acredito na ciência'.