Mercado fechado

Morre Paulo Machado, paciente que viveu por 51 anos no Hospital das Clínicas em São Paulo

·2 minuto de leitura
Morre paciente que morava há 51 anos no Hospital das Clínicas em SP - Foto: Reprodução/Youtube
Morre paciente que morava há 51 anos no Hospital das Clínicas em SP - Foto: Reprodução/Youtube

Morreu nesta quarta-feira (18) Paulo Henrique Machado, paciente que morava há 51 anos no Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo). Ele vivia no hospital desde 1969 depois de contrair poliomielite quando era ainda bebê e preciso de tratamento médico constante devido as sequelas causadas pela doença. Não foi confirmada a causa da morte. As informações são do UOL.

Há duas semanas, Paulo havia publicado em seu canal no Youtube um vídeo relatando dores e dificuldades com uma pedra na vesícula. O conteúdo foi entitulado de “Apesar de Tudo, estamos vivos”. O Hospital das Clínicas lamentou a morte do paciente.

Leia também

"O Hospital das Clínicas da FMUSP informa com pesar o falecimento do paciente Paulo Henrique Machado. Paulo contraiu poliomielite quando criança e há 51 anos era morador do Instituto de Ortopedia e Traumatologia devido às sequelas da doença e aos cuidados especiais que a sua condição clínica inspirava. Durante todo este período, teve a atenção humanizada e especializada dos profissionais do Hospital", diz nota publicada pelo UOL.

A poliomielite é uma doença causada por tipos de poliovírus, que não possuem cura. É uma doença contagiosa, que foi praticamente erradicada por conta das vacinas. Ainda há, no entanto, manifestações graves da doença, como foi o caso de Paulo, que causa paralisia e pode até levar ao óbito.

Paulo, que vivia com um aparelho de respiração artificial, aprendeu a ler, escrever, concluiu o ensino médio e fez cursos na área de informática mesmo morando no hospital. Ele usava seu canal no youtube para divulgar sua rotina inusitada.

A CCXP (Comic Con Experience) lamentou a morte de Paulo que, nas poucas vezes em que deixava o hospital, frequentava o evento anual da cultura geek.

"O mundo perdeu um herói. Paulo Henrique Machado nos deixou hoje, mas sua história viverá para sempre em nós. Porque não existe nada mais poderoso que uma boa história e a dele foi incrível. Obrigado por nos alegrar, inspirar e compartilhar suas paixões com a gente, seja nos seus vídeos ou nos corredores da CCXP. Vá em paz", escreveu a página oficial do evento no Facebook.

A senadora Mara Gabrilli (PSDB) também se manifestou sobre a morte de Paulo. A tucana é conhecida por sua atuação na área de inclusão.

"A imagem que ficará do Paulinho é do seu sorriso de menino e do seu dom de levar a vida com uma leveza de invejar a qualquer um. Segundo suas próprias palavras 'Vale muito a pena viver!'. Não é à toa que o Paulinho gostava de super-heróis. Ele se sentia em família. Gratidão, meu amigo, por tudo que você inspira", escreveu em um trecho da publicação", escreveu a parlamentar.