Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.464,06
    -916,43 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,95 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,81
    +0,20 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.844,80
    -6,10 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    32.044,21
    -519,51 (-1,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    645,97
    -1,35 (-0,21%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.654,01
    +15,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.558,18
    +166,92 (+0,57%)
     
  • NIKKEI

    28.683,21
    +137,03 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    13.554,50
    +69,00 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5118
    +0,0010 (+0,02%)
     

Morre Antônio Carlos de Almeida Braga, mecenas amigo de Pelé e Senna

Luiz Anversa
·1 minuto de leitura
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Morreu nesta terça-feira (12), em Portugal, aos 94 anos, empresário Antônio Carlos de Almeida Braga. Ele foi um dos principais incentivadores do esporte no país e também fez história no setor financeiro.

Segundo a família, o empresário estava com a saúde frágil e foi para Portugal no ano passado após o início da pandemia.

Leia também:

Braga foi dono de uma das maiores seguradoras do Brasil, Atlântica Boavista, que depois virou em Bradesco Seguros. Também ocupou a presidência do Bradesco e foi um dos sócios do banco.

Ele também foi um importante incentivador do esporte no Brasil, tendo sido amigo de Pelé e Ayrton Senna, e patrocinador de Emerson Fittipaldi e Gustavo Kuerten.

Nos anos 80, introduziu o patrocínio corporativo no país com o time de vôlei Atlântica Boavista, no Rio, que tinha estrelas como Bernard, Bernardinho, Renan e Xandó.

Teve dois casamentos e seis filhos.