Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.107,36
    +944,66 (+2,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Moro afirma que ficou constrangido com convite de Carla Zambelli para ser padrinho de casamento

·1 minuto de leitura
Ex-ministro Sergio Moro foi padrinho de casamento da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) (Foto: Reprodução)
Ex-ministro Sergio Moro foi padrinho de casamento da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) (Foto: Reprodução)

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, comentou sobre sua relação com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) em entrevista à Rádio Gaúcha e afirmou que pouco conhece a parlamentar.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Questionado sobre ter sido padrinho de casamento de Zambelli, Moro disse que aceitou o convite por ter ficado constrangido.

“Pouco conheço a Zambelli, a questão do convite foi aquele convite que você fica constrangido, ‘ah, vamos lá prestisgiar’”, declarou à Rádio Gaúcha.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Muitos pensavam que Sergio Moro e Carla Zambelli tinham uma relação próxima, até pelas declarações da deputada federal. A relação ficou ainda pior depois que o ex-ministro divulgou trechos da conversa deles por mensagem ao Jornal Nacional.

Leia também

Na ocasião, Carla Zambelli tentava convencer Moro de não deixar o ministério e aceitar a demissão de Maurício Valeixo do cargo de diretor-geral da Polícia Federal. O argumento era de que, em alguns meses, o presidente Jair Bolsonaro indicaria Moro ao Supremo Tribunal Federal.

Sobre a proposta, Moro respondeu: “prezada, não estou à venda”.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos