Mercado fechado

Morgan Stanley projeta Ibovespa a 125.000 pontos no fim de 2020

Vinícius Andrade

(Bloomberg) -- O Ibovespa deve encerrar o ano que vem a 125.000 pontos, em meio à perspectiva de aceleração do crescimento econômico, de acordo com o Morgan Stanley. A projeção para o índice acionário implica um potencial de alta de cerca de 18% em relação aos níveis atuais.

Brasil, Chile e Colômbia (todos com recomendação overweight) são as preferências do banco na região, enquanto Argentina, México e Peru possuem recomendação underweight, os analistas Guilherme Paiva, Juan Ayala, Cesar Medina e Nikolaj Lippmann escreveram em um relatório de 19 de novembro.

“Nós esperamos que fatores globais e locais sustentem ganhos ao longo de 2020”, escreveram os analistas. O Morgan Stanley espera que o crescimento do PIB real na América Latina passe de -0,1% em 2019 para +1,4% em 2020.

Bancos, transporte e saúde são os setores preferidos do Morgan Stanley no mercado brasileiro, enquanto o banco tem evitado os setores de mineração, bebidas, educação e shoppings. “Nós gostamos de setores alavancados a uma recuperação econômica em 2020.”

A lista de dez ações recomendadas na América Latina conta com Itaú Unibanco, Bradesco, BTG Pactual, PagSeguro, IRB Brasil, Petrobras, Notre Dame Intermédica, CPFL Energia, Fibra Macquarie e Globant.

Para entrar em contato com o repórter: Vinícius Andrade em São Paulo, vandrade3@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Brad Olesen, bolesen3@bloomberg.net, Patricia Xavier

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2019 Bloomberg L.P.