Mercado abrirá em 2 h 6 min
  • BOVESPA

    120.294,68
    +997,55 (+0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.329,84
    +826,13 (+1,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,89
    -0,26 (-0,41%)
     
  • OURO

    1.746,90
    +10,60 (+0,61%)
     
  • BTC-USD

    62.459,85
    -1.278,22 (-2,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.362,43
    -13,35 (-0,97%)
     
  • S&P500

    4.124,66
    -16,93 (-0,41%)
     
  • DOW JONES

    33.730,89
    +53,62 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.968,16
    +28,58 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    28.793,14
    -107,69 (-0,37%)
     
  • NIKKEI

    29.642,69
    +21,70 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    13.879,75
    +81,00 (+0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7682
    -0,0047 (-0,07%)
     

Morgan Stanley mantém 'overweight' para ações de commodities na América Latina

·1 minuto de leitura
Visão da mina da Vale em Carajás

SÃO PAULO (Reuters) - Estrategistas e analistas do Morgan Stanley reiteraram, por enquanto, a recomendação "overweight" para ações de empresas de commodities em seus portfólios modelo para Brasil e América Latina, de acordo com relatório nesta quarta-feira.

Eles citam entre os argumentos para tal visão --de que as ações podem ter desempenho melhor-- a expectativa de aceleração do crescimento global no segundo trimestre, enquanto o cenário econômico na América Latina continua a sofrer com a Covid-19 e o arrastado processo de vacinação.

Além disso, buscam proteger seus portfólios contra riscos fiscais, citando o fato de que essas companhias têm receitas em moeda forte.

"Esperamos que a economia global acelere no segundo trimestre, enquanto os governos regionais continuam a discutir a possibilidade de estímulo fiscal adicional para ajudar as economias locais atingidas pela Covid-19", afirmaram.

Entre os papéis do setor, eles destacam como favoritas as ações das brasileiras Vale, CSN Mineração,, Gerdau e Klabin e da chilena CMPC.

(Por Paula Arend Laier)