Mercado fechará em 6 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    108.958,35
    +114,61 (+0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.759,49
    +201,84 (+0,40%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,74
    +0,45 (+0,64%)
     
  • OURO

    1.773,50
    +9,70 (+0,55%)
     
  • BTC-USD

    43.188,59
    -915,11 (-2,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.081,90
    +18,06 (+1,70%)
     
  • S&P500

    4.378,54
    +20,81 (+0,48%)
     
  • DOW JONES

    34.178,32
    +207,85 (+0,61%)
     
  • FTSE

    6.984,96
    +81,05 (+1,17%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.126,25
    +116,75 (+0,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2268
    -0,0179 (-0,29%)
     

Morgan Stanley lança programa para maior diversidade em Londres

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Morgan Stanley trouxe o programa para contratar mais negros e mulheres para os cargos de operador e vendedor em Londres, com o objetivo de repetir o sucesso conseguido em Wall Street.

O Programa de Profissionais Experientes do Morgan Stanley visa recrutar candidatos negros ou mulheres que já trabalham em outros setores e que podem não ter considerado uma carreira no segmento bancário. O programa recebeu mais de 800 inscrições nos Estados Unidos desde o lançamento em setembro passado e levou o banco a contratar cerca de 70 pessoas.

Com as inscrições para vagas no Reino Unido abertas este mês, o Morgan Stanley espera ver os primeiros selecionados no escritório de Londres em fevereiro. Os participantes passam por até oito semanas de treinamento, com probabilidade de um emprego permanente no final do programa. O pagamento inicial é proporcional ao de outros funcionários do mesmo nível.

“Meu cenário ideal é que este programa deixe de existir”, disse Derek Melvin, corresponsável de originação e distribuição do Morgan Stanley para empréstimos garantidos de renda fixa, que teve a ideia.

Um dos poucos executivos negros em um banco de Wall Street, Melvin disse que o setor ainda tem um caminho a percorrer antes que esse cenário se concretize.

A contratação de uma força de trabalho mais diversificada se tornou prioridade para o setor bancário na esteira dos protestos do movimento Black Lives Matter que, entre muitas outras questões raciais, destacaram a falta de profissionais negros nos bancos de investimento.

Em Londres, o banco vai buscar inicialmente profissionais para as operações de renda fixa e vendas e negociação de ações. No entanto, o programa pode se expandir à medida que mais divisões se interessem. Melvin também espera que outros bancos considerem a criação de programas semelhantes.

“Quanto mais, melhor”, disse Melvin.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos