Mercado abrirá em 1 h 45 min
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,60
    +1,11 (+1,57%)
     
  • OURO

    1.775,40
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    42.116,69
    -1.230,09 (-2,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.050,58
    -13,27 (-1,25%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    7.059,57
    +78,59 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.067,50
    +43,50 (+0,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1799
    +0,0008 (+0,01%)
     

Morgan Stanley e Fitch destacam riscos da crise na Evergrande

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Morgan Stanley e Fitch Ratings ecoaram alertas sobre o risco de contágio da crise na incorporadora China Evergrande Group e um cenário cada vez mais negativo para o setor imobiliário chinês.

Analistas do Morgan Stanley como Elly Chen cortaram projeções de lucro para o setor em 6% este ano e em 12% para 2022 após os resultados do segmento no primeiro semestre.

O banco de investimento mostrou preocupação com a possibilidade de um default da Evergrande afetar fornecedores, outras incorporadoras e mercados financeiros. Analistas também estão preocupados com o risco de uma desaceleração mais ampla do setor e de qualquer expansão das medidas de impostos sobre imóveis, escreveram em relatório na terça-feira.

A Fitch Ratings destacou o potencial de riscos de crédito para vários setores se a Evergrande não pagar as dívidas, acrescentando que bancos menores e incorporadoras vulneráveis podem enfrentar um aumento “significativo” de empréstimos duvidosos.

Em meio ao nervosismo, o índice da Bolsa de Valores de Xangai recuou 2,4% na quarta-feira, também influenciado pelo anúncio de autoridades chinesas de que os principais credores da Evergrande não devem esperar pagamentos de juros de empréstimos bancários que vencem na próxima semana.

A crise de liquidez da Evergrande aumenta a preocupação de investidores sobre o desempenho do amplo setor imobiliário chinês. Segundo dados oficiais, o valor das vendas de imóveis caiu 20% em agosto em relação ao ano anterior.

Analistas do Goldman Sachs reduziram as previsões de crescimento dos lucros anuais de incorporadoras imobiliárias chinesas até 2023 em cinco pontos percentuais. Também cortaram os preços-alvo das ações em 18%, em média, citando a pressão considerável sobre o segmento devido às medidas de desalavancagem da China.

Isso ainda pode “levar a um declínio gradual dos preços dos imóveis e da atividade de construção”, escreveram analistas como Yi Wang em relatório na terça-feira.

Os analistas observaram, porém, que reguladores podem relaxar algumas medidas como proteção contra perdas no setor.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos