Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,31
    -0,38 (-0,58%)
     
  • OURO

    1.786,60
    +10,60 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    56.860,77
    +2.232,38 (+4,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.456,47
    +51,17 (+3,64%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.417,98
    -139,16 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.812,63
    -241,37 (-0,83%)
     
  • NASDAQ

    13.483,50
    -52,50 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4263
    -0,1130 (-1,73%)
     

Moradores reclamam de falta de luz constante no Cosme Velho

Larissa Medeiros
·2 minuto de leitura

RIO — Moradores do Cosme Velho têm reclamado de constantes quedas de energia elétrica em diversas ruas. Segundo relatos, o problema da falta de luz é crônico no bairro, mas, nas últimas semanas, a situação vem se agravando nas ruas próximas ao Trem do Corcovado, na altura do número 513 da Rua Cosme Velho. Alguns contam que os picos de luz chegam a acontecer até cinco vezes num único dia, várias vezes por semana.

Flávio Capiberibe, presidente da Associação Vizinhos do Corcovado (Aviz), que compreende as ruas Smith de Vasconcelos, Parecis e Filinto de Almeida, diz que, independentemente do tempo, com sol ou chuva, a luz cai.

— Já fiquei sem luz quatro vezes num dia. Às vezes não precisa nem de chuva. É uma situação péssima! Meu filho é professor, trabalha em casa e já ficou sem luz várias vezes enquanto dava aulas. Eu também estou de home office e enfrento o mesmo problema. Em alguns dias a luz vai e volta rápido; em outros, demora mais — diz.

Ele também conta que já perdeu eletrodomésticos por causa desses picos. Assim como Flávio, outro morador que preferiu não se identificar afirma que já teve o ar-condicionado e a máquina de lavar queimados.

O servidor público Rodrigo Mendes, morador da Rua Cosme Velho, na altura da Casa Roberto Marinho, conta que reclama há tempos do problema, sem ter qualquer retorno.

— Basta chover que a energia cai. É muito frequente já há anos. Faço denúncias pelo Twitter da Light toda vez que chove e nada — reclama.

Outra moradora diz que, em dias de chuva forte, o tempo sem luz pode chegar a uma hora. Com vento forte, o pisca-pisca varia de cinco a 30 minutos.

Em nota, a Light informa que registrou ocorrências para o Cosme Velho nos últimos dias provocadas por quedas de árvores, consequência de temporais, e também pela interferência de um animal que teve contato com a rede elétrica. A empresa afirma ainda que vem realizando serviços de manutenção na rede, como poda em galhos que estão em contato com a fiação, reparos em equipamentos e instalação de dispositivos protetores. Além disso, na próxima semana, promete um mutirão de poda em ruas do bairro.