Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.023,91
    -234,81 (-0,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Morador de condomínio de luxo é detido pela PM após festa com 90 pessoas em BH: 'Almoço de família'

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Vizinhos chamaram a PM por causa da suposta festa (Foto: Redes Sociais/Reprodução)
Vizinhos chamaram a PM por causa da suposta festa (Foto: Redes Sociais/Reprodução)

Um morador do condomínio de luxo Alphaville, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi levado para a delegacia por promover uma festa com aglomeração dentro da própria residência, neste domingo (14), durante a pior fase da pandemia do coronavírus. O nome dele não foi divulgado.

De acordo com o G1, os vizinhos acionaram a polícia após perceber a movimentação na casa. Segundo um morador ouvido pelo jornal, que não quis se identificar, a festa contava acom cerca de 90 convidados.

Leia também:

"Ele já chegou a ser multado pela a administração do condomínio. Na semana passada, a festa foi de madrugada e com som alto”, disse o morador, referinfo-se à frequência em que as festas são realizadas no local.

Quando a PM chegou encontrou vários carros na rua e som alto. O dono do imóvel disse aos policiais que fazia um almoço familiar.

A Polícia Militar levou o morador para a delegacia para assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Em Nova Lima, um decreto municipal proíbe a circulação e pessoas sem o uso de máscaras e qualquer tipo de evento, público ou privado, além de toque de recolher, entre 20h e 5h.

De acordo com o boletim epidemiológico do estado, em Nova Lima foram confirmados 11.497 casos de coronavírus e 96 pessoas morreram vítimas da doença.