Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.957,72
    +2.937,62 (+4,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Moradia e universidade em única mensalidade é possível; entenda

·2 minuto de leitura
O foco principal são os estudantes que deixam suas cidades para estudar.
O foco principal são os estudantes que deixam suas cidades para estudar.
  • Ânima Educação fará investimento de R$ 800 milhões em moradias estudantis para universitários;

  • Aliança com a Uliving atingirá mais de 330 mil universitários, das 18 instituições de ensino;

  • Única mensalidade incluindo internet, luz e água, sem exigir um fiador;

Uma das principais organizações educacionais de ensino superior do Brasil, a Ânima Educação (ANIM3), anunciou ontem, quarta-feira (28/07), um investimento de 800 milhões de reais para entrar no mercado de moradias estudantis para universitários. A fim de aumentar sua oferta de residência estudantil ao longo dos próximos cinco anos, a empresa firmou parceria com a plataforma Uliving, que opera cinco moradias estudantis no país e é associada à VBI Real Estate, gestora de fundos de investimento com foco no mercado imobiliário.

A inauguração de uma unidade de Santos, que deve atender aos alunos da Universidade São Judas, será o primeiro passo da aliança. Os planos são expandir a operação para as 18 instituições de ensino superior sob o guarda-chuva da Ânima, atingindo mais de 330 mil universitários.

Leia também:

O foco principal são os estudantes que deixam suas cidades para estudar. O modelo pretende oferecer comodidades como cobrar uma única mensalidade incluindo todas as contas básicas, como internet, luz e água, além de não exigir um fiador para o contrato de locação.

De acordo com o presidente do conselho de administração da Ânima, Daniel Castanho, a parceria representa a possibilidade de ampliar a experiência universitária oferecendo um ambiente de convivência que vai além do dormitório. “Essa aliança rompe as paredes entre a universidade e a casa do estudante, trazendo a universidade para perto de uma forma cada vez mais simbiótica”, afirma o executivo.

Inicialmente, o plano da Ânima era investir em um modelo tradicional de dormitórios, que foi deixado de lado com a chegada da pandemia e a adoção forçada do EAD. Para a volta do ensino presencial, o objetivo é mesclar as duas vertentes, unindo moradia e universidade em um mesmo ambiente. Segundo as empresas, as unidades devem contar com áreas comuns como cozinha, coworking, sala de estudos e lavanderia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos