Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.807,38
    -452,37 (-0,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.258,47
    -449,25 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,56
    -1,29 (-3,24%)
     
  • OURO

    1.904,60
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    13.020,88
    -129,14 (-0,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    259,80
    -3,62 (-1,37%)
     
  • S&P500

    3.400,97
    -64,42 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    27.685,38
    -650,19 (-2,29%)
     
  • FTSE

    5.792,01
    -68,27 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.505,25
    -158,25 (-1,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6313
    -0,0326 (-0,49%)
     

Moody's rebaixa nota de dívida do Reino Unido por riscos do Brexit

·1 minuto de leitura
Mulher com máscara facial caminha perto da Universidade Northumbria, em Newcastle-upon-Tyne, nordeste da Inglaterra, onde muitos estudantes estão em autoisolamento na tentativa de conter a disseminação do novo coronavírus no campus, em 3 de outubro de 2020
Mulher com máscara facial caminha perto da Universidade Northumbria, em Newcastle-upon-Tyne, nordeste da Inglaterra, onde muitos estudantes estão em autoisolamento na tentativa de conter a disseminação do novo coronavírus no campus, em 3 de outubro de 2020

A agência de classificação Moody's rebaixou a classificação de crédito do Reino Unido de Aa2 para Aa3 nesta sexta-feira, citando um crescimento econômico mais fraco do que o esperado e os riscos apresentados pelo Brexit. 

"A força econômica do Reino Unido diminuiu desde que rebaixamos para Aa2 em setembro de 2017", explicou a Moody's em um comunicado. 

"O crescimento tem sido significativamente mais fraco do que o esperado e é provável que continue assim no futuro", comportamento "agravado pela decisão de deixar a União Europeia (UE) e pela subsequente incapacidade do Reino Unido de chegar a um acordo. comércio com a UE ", disse. 

A economia britânica também será "prejudicada pelas cicatrizes que provavelmente serão o legado da pandemia do coronavírus, que afetou gravemente" o país, acrescentou. 

A perspectiva da dívida mudou de negativa para estável e a agência também rebaixou o Banco da Inglaterra para Aa3 com uma perspectiva negativa. 

As negociações pós-Brexit entre Londres e Bruxelas, atualmente paralisadas, abrem a possibilidade de que o divórcio previsto para 31 de dezembro termine de forma amarga. 

A agência de classificação disse que mesmo um acordo comercial com a UE até o final do ano "provavelmente terá um escopo limitado e, portanto, a saída do Reino Unido da UE, na opinião da Moody's, continuará a reduzir o investimento. crescimento privado e econômico".

hs/ad/mr/cc