Mercado fechará em 11 mins
  • BOVESPA

    127.880,54
    -1.378,95 (-1,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.160,78
    -418,32 (-0,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,19
    -0,96 (-1,33%)
     
  • OURO

    1.777,20
    -84,20 (-4,52%)
     
  • BTC-USD

    37.814,65
    -901,07 (-2,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    939,34
    -30,54 (-3,15%)
     
  • S&P500

    4.230,46
    +6,76 (+0,16%)
     
  • DOW JONES

    33.891,36
    -142,31 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.153,43
    -31,52 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    28.558,59
    +121,75 (+0,43%)
     
  • NIKKEI

    29.018,33
    -272,68 (-0,93%)
     
  • NASDAQ

    14.190,00
    +208,75 (+1,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9820
    -0,0800 (-1,32%)
     

Moody´s eleva perspectivas de preço para minério de ferro e outros metais

·2 minuto de leitura
Homem andando próximo a local de minério de ferro no Porto de Dalian, na província de Liaoning, China.

SÃO PAULO (Reuters) - A Moody´s elevou perspectivas de médio prazo para os preços do minério de ferro e outros metais nesta sexta-feira, como cobre e níquel, com a mudança "refletindo uma firme recuperação econômica pelo mundo e recomposição de estoques".

"Embora um crescimento nos estoques deva limitar o impulso de alta dos preços à medida que a produção aumentar, os estoques estão em geral baixos na comparação com níveis vistos no passado", afirmou a agência de classificação de risco em relatório.

A Moody´s vê agora os preços de médio prazo do minério de ferro com 62% de teor para entrega à China entre 80 dólares e 125 dólares por tonelada, contra de 70 a 100 dólares antes, em meio à maior demanda pelo material usado na fabricação do aço.

Para os próximos 12 meses, a agência assume um preço de 160 dólares por tonelada.

As cotações do minério de ferro têm sido impulsionadas pela recuperação econômica da China após a pandemia de coronavírus e algumas preocupações com a oferta, em meio à menor capacidade produtiva da mineradora brasileira Vale na sequência do rompimento de barragem da companhia em Brumadinho (MG) em 2019, que levou a revisões de segurança em outras unidades da empresa.

"A demanda por aço vai continuar forte em 2021, mas restrições de oferta e a falta de um crescimento significativo na capacidade de produção manterão a oferta de minério de ferro apertada, e os preços nos atuais patamares elevados", escreveu a Moody´s no relatório.

As crescentes tensões entre a China, principal importadora, e a Austrália, sua maior fornecedora, deverão elevar preços de minério de ferro de outros países no curto prazo, mas a grande participação dos australianos no mercado faz com que os chineses não tenham espaço para restringir facilmente compras do país por um longo período, acrescentaram os analistas da Moody´s.

METAIS BÁSICOS

Em outros metais, a Moody´s elevou perspectivas para o cobre e passou a ver preços de médio prazo do produto entre 2,75 dólares e 3,50 dólares por libra, contra de 2,25 dólares a 3 dólares anteriormente.

Os preços de médio prazo do níquel, por sua vez, foram elevados para de 5,50 dólares a 7 dólares por libra, de entre 4,50 dólares e 6 dólares em previsão passada.

Para o zinco, a Moody´s passou a ver preço de médio prazo de 1 dólar a 1,30 dólar por libra, contra de 0,80 dólar a 1,10 dólar antes.

(Luciano Costa e Tatiana Bautzer)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos