Mercado fechará em 6 h 19 min
  • BOVESPA

    109.538,03
    +423,88 (+0,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.808,56
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,78
    +1,07 (+1,39%)
     
  • OURO

    1.642,00
    +8,60 (+0,53%)
     
  • BTC-USD

    20.253,35
    +1.073,87 (+5,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,72
    +3,58 (+0,78%)
     
  • S&P500

    3.717,38
    +62,34 (+1,71%)
     
  • DOW JONES

    29.657,38
    +396,57 (+1,36%)
     
  • FTSE

    7.026,10
    +5,15 (+0,07%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.470,75
    +154,50 (+1,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1371
    -0,0423 (-0,82%)
     

Montadoras se unem para desenvolver carregamento elétrico autônomo

Empresas se unem para criar estações de carregamento de carros elétricos automatizadas
Empresas se unem para criar estações de carregamento de carros elétricos automatizadas
  • Consórcio inclui gigantes como Ford, Audi, Mercedes-Benz, Porsche e BMW;

  • Ideia é criar estações de carregamento mais rápidas para carros elétricos;

  • Empresas querem estabelecer um padrão para a indústria.

Um consórcio de montadoras lançado na Alemanha quer automatizar o processo de carregamento de carros elétricos. Hoje em dia, para carregar um veículo elétrico é necessário conectá-lo a uma estação, da mesma forma que para abastecer um carro com gasolina é preciso encaixar a bomba de combustível na entrada.

O consórcio, criado pelas montadoras Audi, BMW, Ford, Mercedes-Benz, Porsche, Ionity, Rocsys, Huber+ Suhner, TÜV Süd e Lista AVL acreditam que a medida irá acelerar a difusão dos veículos elétricos, aumentando a quantidade de estações nas rodovias, além de acelerar o tempo necessário para reabastecer.

De acordo com as estimativas do grupo, será necessário um tempo de apenas 15 a 30 minutos para carregar o veículo. A tecnologia, segundo as montadoras, reduz o tempo de abastecimento em 15% só pela eliminação do "fator humano". As empresas esperam que a combinação de suas forças e conhecimentos façam com que nos próximos anos as estradas europeias já contem com áreas de carregamento robóticas

Para Crijn Bouman, CEO e cofundador da Rocsys, o objetivo final da empreitada das empresas é criar um conceito acessível a todos os fabricantes de automóveis em todo o mundo e criar um verdadeiro ecossistema de infraestruturas de carregamento robótico (ROCIN-ECO)”

“O carregamento autónomo só pode ser bem-sucedido com uma abordagem totalmente interoperável entre a infraestrutura de carregamento e os veículos elétricos”, disse. “Uma abordagem conectada e integrada, incluindo atividades de padronização, é um pré-requisito para o sucesso.”

Dispor de mais estações e um carregamento mais rápido tem sido uma das principais fontes de investimentos de governos e fabricantes de veículos ao redor do mundo, que já anunciaram diversos projetos desse tipo.