Montadoras mudam férias coletivas para atender demanda

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) Cledorvino Belini, afirmou nesta quarta-feira que algumas montadoras já alteraram de dezembro deste ano para janeiro e fevereiro de 2013 as férias coletivas dos funcionários. O objetivo é atender a demanda de veículos num mercado nacional ainda aquecido. "Essa movimentação é um arranjo natural", disse.

Ainda segundo Belini, quase todas as montadoras estarão habilitadas pelo governo para operarem dentro das regras do Novo Regime Automotivo (Inovar-Auto), em 1º de janeiro de 2013, ou seja, poderão ter uma alíquota do IPI até 30 pontos porcentuais menor. "Algumas já foram habilitadas e esperamos que até lá todas estejam, se não, será duro pagar 30 pontos de IPI", disse Belini.

O presidente da Anfavea avaliou que com o aumento da tecnologia e da eficiência energética previsto até o final de 2017, "todos os produtos brasileiro serão colocados no mesmo nível internacional". No entanto, Belini admitiu dificuldades para que as companhias cumpram a meta de redução até 18,8% no consumo, prevista para o início de 2018. "Não há tecnologia (de eficiência energética) no mundo ainda, mas temos anos à frente para pesquisa e desenvolvimento e chegaremos lá", concluiu.

Carregando...