Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.867,44
    +1.439,56 (+2,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Montadora de caminhões autônomos TuSimple vale US$8,5 bi em estreia da Nasdaq

·1 minuto de leitura

(Reuters) - A ação da TuSimple teve uma estreia apagada no mercado de ações dos EUA nesta quinta-feira, dando à fabricante de caminhões autônomos valor de mercado de 8,5 bilhões de dólares.

A ação da TuSimple abriu a 40,25 dólares, valor levemente acima dos 40 dólares por ação cobrados na oferta inicial (IPO).

A empresa com sede na Califórnia vendeu cerca de 27 milhões de ações no IPO, enquanto alguns acionistas venderam cerca de 6,8 milhões de ações.

A empresa está desenvolvendo caminhões autônomos com a Navistar, e devem iniciar a produção em 2024. O projeto tem o apoio da unidade de caminhões comerciais da Volkswagen, Traton SE, e da United Parcel Service (UPS), uma das maiores empresas de logística do mundo.

Muitas startups, montadoras e empresas de tecnologia, incluindo a Waymo do Google e a chinesa Xpeng, estão acelerando os trabalhos em tecnologias de autodirecionamento, que prometem trazer uma mudança radical à indústria dos transportes.

A TuSimple registrou perda líquida de 177,9 milhões de dólares no ano passado, mostrou um documento regulatório recente. A empresa disse que espera incorrer em despesas significativas e perdas contínuas no futuro próximo.

(Reportagem de Sohini Podder em Bengaluru)