Mercado abrirá em 7 h 2 min
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,20
    -0,75 (-1,01%)
     
  • OURO

    1.815,30
    -1,90 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    39.776,80
    -2.071,74 (-4,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    963,58
    +13,68 (+1,44%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    26.255,21
    +294,18 (+1,13%)
     
  • NIKKEI

    27.807,73
    +524,14 (+1,92%)
     
  • NASDAQ

    15.038,75
    +83,00 (+0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1578
    -0,0302 (-0,49%)
     

Mona Vilardo canta Linda Batista no Theatro Municipal de Niterói

·2 minuto de leitura

NITERÓI — A cantora niteroiense Mona Vilardo sobe ao palco do Theatro Municipal de Niterói, hoje, às 18h, para apresentar “Mona canta Linda”, espetáculo inédito na cidade. Com exibição única, o show faz parte da turnê “Elas por ela — As Rainhas do Rádio por Mona Vilardo”.

A homenageada será Linda Batista, a primeira Rainha do Rádio, no mês de seu aniversário. O espetáculo estreou em 2019, ano do centenário de Linda, no Teatro Maison de France, no Rio, e em 2020 ganhou o Edital Retomada Cultural pela Secretaria de Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, através da Lei Aldir Blanc, tornando possível sua realização em Niterói, com gravação do espetáculo e plateia reduzida: serão cem lugares.

O show conta a história de Linda Batista permeada por canções de sucesso em sua voz. Mona Vilardo assina o roteiro com Marcia do Valle e estará no palco com Ayres D’Athayde (percussão), Francisco Falcon (cello), Kuko Moura (piano) e Ricardo Nascimento (trompete).

O projeto “Elas por ela — As Rainhas do Rádio por Mona Vilardo” existe desde 2017. Linda Batista nasceu em 14 de junho de 1919, foi coroada em 1936 e manteve o troféu por 11 anos, sendo substituída pela irmã, Dircinha Batista, em 1948.

A cantora preferida do presidente Getulio Vargas recebeu dele o título de Estrela do Brasil, por só gravar músicas brasileiras. Foi a maior intérprete de Lupicínio Rodrigues, de quem cantou, por exemplo, “Volta” e “Vingança”.

— A ideia era já ter apresentado o show e a gravação ter sido transmitida no dia do aniversário dela, mas a pandemia atrasou a programação e ainda não temos uma data para a transmissão. Mas, ainda em tempo, vamos cantar os parabéns para ela durante o show e sortear bolos para a plateia — detalha Mona, que também é pesquisadora de MPB. — Linda foi a rainha das marchinhas e a que ficou por mais tempo com a faixa de Rainha do Rádio. Ela fazia coleções de joias e vestidos, e era considerada a mais chique entre as rainhas. Diferentemente de Dalva de Oliveira, não viveu um amor passional. O maior caso dela era com a própria carreira.

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site Sympla.com.br por R$ 40.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos