Mercado abrirá em 7 h 47 min
  • BOVESPA

    107.937,11
    -1.004,57 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,64
    +0,33 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.842,50
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    36.087,52
    +109,62 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    821,53
    +10,93 (+1,35%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.113,13
    -475,24 (-1,72%)
     
  • NASDAQ

    14.318,50
    -182,50 (-1,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2127
    -0,0160 (-0,26%)
     

Moderna vê necessidade de nova rodada de reforço da vacina

·2 min de leitura

(Bloomberg) -- O CEO da Moderna, Stephane Bancel, disse que outra rodada de doses de reforço de vacina contra a Covid-19 provavelmente será necessária neste outono no Hemisfério Norte, mesmo que a imunidade à variante omicron se espalhe.

Most Read from Bloomberg

A altamente infecciosa ômicron pode levar o mundo rapidamente a uma fase endêmica em que a maioria das pessoas é exposta ao vírus, disse o CEO em apresentação na noite de quinta-feira. durante conferência de saúde organizada pelo Goldman Sachs.

No entanto, ainda não está claro por quanto tempo a proteção da rodada atual de reforços vai durar e os cientistas ainda não são capazes de prever o impacto potencial de futuras mutações na gravidade da doença, disse ele.

“Supondo que a ômicron seja uma aceleração da fase endêmica, ainda acredito que precisaremos de reforços no outono de 2022 em diante”, disse Bancel. No entanto, os reforços dados neste mês ou no último trimestre de 2021 provavelmente vão durar até o início da primavera no Hemisfério Norte, disse ele.

A Moderna e concorrentes Pfizer e BioNTech têm interesse em estimular políticas públicas para doses regulares contra a Covid. Países ao redor do mundo avançaram o reforço na tentativa de retardar a disseminação da ômicron, embora ainda não esteja claro por quanto tempo isso protegerá contra infecções.

Israel começou a oferecer uma quarta dose da vacina para pessoas com 60 anos ou mais, enquanto o país luta com um número recorde de novos casos.

Dados iniciais do Reino Unido do mês passado mostram que a proteção do reforço contra a ômicron diminuiu mais rapidamente do que o observado contra a variante delta. No entanto, se um padrão observado anteriormente com a delta se mantiver, as vacinas continuarão a evitar que as pessoas adoeçam gravemente.

A Moderna continua trabalhando em uma vacina específica para a ômicron e espera iniciar os testes em humanos muito em breve, disse Bancel. A empresa também continuará a buscar vacinas para uma combinação de diferentes variantes, disse ele.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos