Mercado abrirá em 8 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    111.878,53
    +478,62 (+0,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.674,83
    +779,20 (+1,82%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,29
    +0,01 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.838,60
    +8,40 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    19.126,23
    +44,88 (+0,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    375,18
    +10,26 (+2,81%)
     
  • S&P500

    3.669,01
    +6,56 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    29.883,79
    +59,87 (+0,20%)
     
  • FTSE

    6.463,39
    +78,66 (+1,23%)
     
  • HANG SENG

    26.717,26
    +184,68 (+0,70%)
     
  • NIKKEI

    26.834,95
    +33,97 (+0,13%)
     
  • NASDAQ

    12.480,50
    +26,25 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3640
    +0,0442 (+0,70%)
     

Moderna sobe 8,49% após notícia de eficácia da vacina; CureVac avança 5,96%

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As ações da Moderna subiam 8,49% nesta segunda-feira (16), a US$ 96,98 (R$ 531,97) após divulgar a notícia de que sua vacina experimental tem 94,5% de eficácia na prevenção do coronavírus. O anúncio vem uma semana depois de a concorrente Pfizer informar dados positivos de sua própria vacina. Dados de testes provisórios mostraram que a vacina experimental desenvolvida pela Pfizer e pela alemã BioNTech é 90% eficiente e já haviam despertado esperanças de um fim para a pandemia que já custou mais de um milhão de vidas e devastou as maiores economias do mundo. Supondo uma aprovação regulatória, os dois grupos esperam produzir cerca de 50 milhões de doses até o final deste ano e 1,3 bilhão de doses em 2021. Perto das 14h30, as ações da Pfizer caíam 3,79%, a US$ 37,15 (R$ 203,78) e os papéis da BioNtech caíam 15,83%, a US$ 89,22 (R$ 489,40). As ações da CureVac subiam 5,96%, a US$ 79,69 (R$ 437,13), enquanto os papéis da AstraZeneca recuavam 1%, a US$ 112,71 (R$ 618,26). As Bolsas no exterior já refletiam a onda de otimismo acerca das vacinas. S&P 500, Dow Jones e Nasdaq tinham avanços de 0,86%, 1,30% e 0,44%, respectivamente. O Euro Stoxx 50, principal índice acionário europeu, subia 0,99%. Por aqui, o ambiente positivo também no Ibovespa, principal índice acionário brasileiro, que subia 0,91% aos 105.680 pontos. O dólar, por sua vez, caía 0,87%, cotado em R$ 5,4260.