Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,51
    +0,21 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.774,90
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    34.906,94
    +1.498,51 (+4,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    842,44
    +55,82 (+7,10%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.095,13
    +219,90 (+0,76%)
     
  • NASDAQ

    14.346,75
    -7,50 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8615
    -0,0008 (-0,01%)
     

Moderna pede autorização completa de sua vacina contra a covid-19

·1 minuto de leitura
Frascos da vacina do laboratório Moderna

O laboratório Moderna anunciou nesta terça-feira (1º) que apresentou uma solicitação para a aprovação completa de sua vacina contra a covid-19 para a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) para pessoas de 18 anos ou mais.

A vacina está autorizada "com caráter de urgência" no país norte-americano desde 18 de dezembro, um processo que permitiu enfrentar a crise sanitária o mais rápido possível.

Desde então, foram administradas mais de 124 milhões de doses do imunizante da Moderna em todo o país, segundo dados dos Centros para o Controle e a Prevenção de Doenças (CDC), a principal agência federal de saúde pública do país.

Uma aprovação emergencial se baseia "na melhor evidência disponível" sem esperar os dados de acompanhamento a longo prazo necessários para uma aprovação completa, explica a FDA.

Uma aprovação de emergência, emitida com condições, pode ser revogada ou modificada a qualquer momento em função dos novos dados disponíveis.

"Temos o prazer de anunciar esta importante etapa", disse o diretor executivo da Moderna, Stephane Bancel, citado em um comunicado.

A empresa de biotecnologia americana "continuará fornecendo dados (...) continuamente durante as próximas semanas" às autoridades de saúde para respaldar sua solicitação, disse.

A aliança Pfizer/BioNTech também solicitou no início de maio a aprovação total de sua própria vacina anticovid nos Estados Unidos para pessoas maiores de 16 anos.

la/cjc/gma/rsr/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos