Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,23 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,34 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,09
    +2,26 (+3,54%)
     
  • OURO

    1.698,50
    -2,20 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    50.686,82
    +2.452,65 (+5,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,20 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Moderna diz que vacina contra Covid-19 é eficaz contra novas variantes

·1 minuto de leitura
Vacina da Moderna

(Reuters) - A Moderna disse nesta segunda-feira que sua vacina contra Covid-19 protege contra novas variantes encontradas no Reino Unido e na África do Sul, mas que irá testar uma dose de reforço contra a variante sul-africana após concluir que a produção de anticorpos pode perder força.

Acredita-se que o regime de duas doses da vacina da Moderna protegerá contra a linhagem emergente detectada no Reino Unido, disse a empresa. Contra a variante da África do Sul, a Moderna disse que testará um reforço da vacina em testes pré-clínicos para ver se seria mais eficaz para reforçar anticorpos contra a variante e outras variantes futuras.

Embora todos os vírus sofram mutações constantemente, os cientistas estão preocupados com as aquelas descobertas no Reino Unido e na África do Sul por acreditarem que elas são capazes de alterar funções essenciais do vírus. Uma variante também possivelmente mais contagiosa também foi descoberta no Brasil.

A Pfizer e sua parceira BioNTech também disseram que testes mostraram que sua vacina é eficaz contra a variante encontrada no Reino Unido, mas ainda não divulgaram resultados contra a variante da África do Sul.

(Por Manas Mishra em Bengaluru)