Mercado abrirá em 1 h 45 min

Modelo foragida é presa após polícia armar falso ensaio de fotos

Ela foi condenada por posse de drogas (Foto: Reprodução)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Ela foi condenada a 400 horas de serviço social, mas não cumpriu

  • Policiais combinaram emboscada com agência de modelos

As autoridades russas armaram uma emboscada para capturar uma estudante de biologia foragida. Ao acessar as redes sociais da estudante fugitiva, a polícia percebeu que ela sonhava em abandonar a biologia e trabalhar como modelo. Imediatamente, os investigadores entraram em contato com uma agência de modelos em Yekaterinburg para simular um ensaio de fotos falso e atrair a foragida.

Sofia, de 20 anos, cujo sobrenome não foi divulgado pelas autoridades, havia sido condenada a 400 horas de serviço comunitário por posse de drogas. Ela não cumpriu a pena e nunca mais foi vista em seu endereço – fugir da sentença é um crime que, na Rússia, implica prisão.

Leia também

Acreditando que o ensaio de fotos seria sua grande chance de dar início a uma carreira como modelo, a estudante foi até o local devidamente maquiada e vestida para ser fotografada. Chegando lá, foi surpreendida pelos policiais.

Agora, ela pode ser condenada a até 20 anos de prisão. A pena aumentou porque, no momento em que foi detida, Sofia carregava consigo 13 pacotes da droga sintética mefedrona. Havia um ímã colado em cada um deles, o que sugere que ela estava vendendo a substância e grudando os pacotes em locais secretos para os compradores.

Ela ficará sob custódia das autoridades russas por dois meses, até o fim das investigações sobre seu caso.